Seja Bem Vindo!!!

Paz seja Convosco!!!

Depois de quase quatro anos sem nenhuma postagem (Precisamente 3 anos 9 meses e 18 dias), volto a ativa e Louvo a Deus por isso. Foi um período de tribulações, perdas materiais e muito planger. Porém, foi também um período de bençãos, quando ganhei mais três netos (um menino e duas meninas). É no deserto que podemos ter certeza que Deus jamais nos abandona (se fosse o contrário pereceríamos).

Um grande abraço!!!

Pastor Gilberto Pratas


O único caminho

O único caminho

sábado, 11 de novembro de 2017

LÂMPADA PARA OS MEUS PÉS É A SUA PALAVRA

TEXTO BASE:SALMOS 119:105

         Desde o mundo antigo até não muitos anos atrás era comum o uso das lamparinas para se obter luz. As lamparinas usadas na iluminação eram bastante simples e rústicas mas que tinham muita serventia. Eram feitas utilizando uma vasilha de cerâmica, vidro ou mesmo latas com um bico que continha um pavio. Esse pavio passava pelo bico até atingir o azeite que ficava depositada dentro vasilha. A luz produzida por este artefato não era brilhante mas suficiente para iluminar e ajudar as pessoas a se locomover.
         Assim como a luz destas lamparinas apresentavam um ambiente sombrio, também hoje muitas pessoas não conseguem enxergar o caminho da salvação eterna porque tomam caminhos diversos que conduzem a perdição, permanecendo na escuridão, alienados da luz da Palavra de Deus. A grande maioria da pessoas nos dias atuais estão preocupadas com o bem estar, com o prazer, a aparência externa, com as diversões, e tantas outras coisas que venham satisfazer seus desejos carnais, caminhando envoltos em pecados e a margem da Luz Divina. Não poucos envolvidos na própria penumbra de uma religiosidade medíocre e enganosa, buscam a salvação por intermédio de seus próprios méritos, justificando-a com uma falsa caridade ou acreditando que algum castigo auto imposto, um sofrimento são suficientes para garantir a salvação. Quase todos os dias vemos na mídia pessoas explodindo carros, bombas e os seus próprios corpos em nome de sua religião e de seu deus. Mas isso não é privilégio de nossos dias, desde os mais remotos tempos temos noticias de matanças, genocídios, destruição de vidas por causa de uma suposta religiosidade. Só para lembrar podemos citar as cruzadas, as guerras religiosas o nazismo e mais recente o Estado Islâmico.  
         A população mundial está caída, moribunda, pois vivem na mais escura treva que não lhe permite ver nada. Esta é a razão principal porque muitos lideres religiosos tem tropeçado e caído, pois mesmo com conhecimento da letra não tem a Palavra na sua vida. Conhecer a letra é como andar em nossa própria casa, porém se ficar escuro e não tiver uma luz para nos guiar então tropeçaremos nos cantos, nas mesas, nos móveis ou qualquer obstáculo que estiver a nossa frente. Se encontramos dificuldades para andar no escuro por caminhos que conhecemos (nossa casa) então o que dizer sobre o amanhã que não conhecemos? É claro que o amanhã a Deus pertence, mas teremos de enfrentá-lo e, se no escuro é fácil de tropeçar imagine então andar pelo desconhecido. De uma coisa você pode ter certeza, o passado não pode ser mudado, pois já passou, o presente estamos vivendo e colhemos o que foi plantado ontem, mas o amanhã poderá mudar agora. As pessoas irão permanecer caídas se não perceberem o perigo que é continuar vivendo na escuridão. Na escuridão satanás, o encardido, arma armadilhas para que venha a tropeçar, e ao tropeçar verdadeiros precipícios se formarão a sua frente para tragá-los.
        Quero com estas palavras alertá-los que ao tentar caminhar no escuro iremos encontrar muitos obstáculos e com toda certeza não chegaremos a lugar algum. Para que encontremos o caminho certo que nos levará a vitória é preciso andar na luz. Assim como os navios se orientavam pelos grandes faróis para chegar ao porto, nós também, só iremos andar no caminho da vida pela luz da graça de Deus. A Palavra de Deus nos afirma que essa luz é Cristo Jesus que veio ao mundo para que aquele que nele crê não permaneça nas trevas, mas que tenha vida e vida com abundancia. E nos afirma ainda que Ele guiará os cegos pelo caminho que nunca conheceram, tornando as trevas em luz, fazendo das coisas tortas, direitas e que nunca os desamparará.
         Estas promessas cravadas nas escrituras confirmam o imenso amor de Deus pelo ser humano enviando o Seu Filho para que todo o que n’Ele crer não pereça, mas tenha vida eterna.
         A Palavra de Deus que se realiza em Cristo Jesus e o que Ele fez por nós na cruz, são o caminho, verdade e vida. É lâmpada para nos pés. Experimente escutar esta palavra, se assim o fizer você jamais será o mesmo. Talvez você esteja pensando, mas eu? Não eu já fiz muita besteira. Deus não vai querer fazer nada por mim! Eu não mereço perdão. Não se engane, pois está escrito: "Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim, e dos teus pecados não me lembro." (Isaías 43:25).
         Deixe esse caminho sem sinalização, esse caminho de trevas. Olhe para Cristo Jesus, pois Ele é a luz do mundo, quem o segue de modo algum andará em trevas, antes terá a luz da vida. Ele é como uma lamparina focada no chão indicando um caminho seguro para que você possa caminhar. Hoje, agora, o Senhor nos convida a usar a sua Palavra para iluminar o nosso caminho, pois a Sua Palavra é a luz para os nossos pés. Essa luz resplandeceu em sua plenitude quando Jesus se fez homem. Ele era a luz do mundo e a luz brilhou nas trevas. Somente a Palavra de Deus é um guia infalível para conduzir o homem neste mundo rodeado de trevas morais e espirituais. Somente a palavra de Deus é lâmpada para os meus pés e luz para o meu caminho.
         Oh Deus, aceita o louvor do nosso coração por esta Palavra eterna, poderosa e santa, "proveitosa para ensinar, redarguir, corrigir e instruir em justiça, para que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente instruído para toda a boa obra" (II Timóteo 3:16-17).

PREGAÇÃO REALIZADA NA
IGREJA FONTE DE ÁGUA VIVA
LARANJEIRAS DO SUL, 24.05.2005.

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

DEUS QUER FAZER UMA COISA NOVA EM SUA VIDA

TEXTO BASE: ISAIAS 43:18-19
  
         Quando Isaias profetizou para Israel esta profecia, o povo de Israel estava passando por uma das fases mais negras de toda a sua existência. Samaria estava no cativeiro e Jerusalém estava cercada por Senaqueribe.
         Esta foi uma das inúmeras promessas feita por Deus ao povo de Israel. Sabemos pela história que a maioria dessas promessas já se cumpriu e outras estão para se cumprir com a volta de Cristo Jesus.
         Sabemos ainda que as promessas feitas por Deus se renovam a cada geração e estão a disposição de todos aqueles que crêem.
● Os versículos lidos nesta noite nos ensinam a buscar uma nova visão das coisas que Deus tem para cada um de nós. A primeira lição que podemos aprender constitui-se em um passo a ser dado:
         Mudar o foco. A bíblia nos ensina que não devemos olhar para trás, nossa visão deve estar voltada para frente uma vez que as coisas velhas já passaram e tudo se fez novo. Esquecer as coisas passadas e caminhar olhando para frente nos dará confiança e certeza de para onde estamos caminhando. Tenhamos sempre em mente que as vitórias que alcançamos no passado não podem nos sustentar no presente. Israel foi uma das nações mais rica e poderosa da Terra, mas todas as glórias alcançadas no passado não impediram de eles serem lançados no cativeiro. Essas vitórias passadas não tinham nenhuma serventia para tirá-los do cativeiro.
         Israel precisava de um milagre, uma nova vitória. Não importa o que Deus fez na sua vida no passado, o que importa é o que Ele está fazendo hoje. Importa também o que você quer que Ele faça em sua vida agora.
         Não permita que fracassos ou vitórias anteriores venha te possuir. Quantos de nós fomos abençoados por Deus e como gratidão fez coisas más. Alguém pode estar pensando: não eu! Mas lembre-se...
- Deus lhes deu os Dez mandamentos, mas muitos não os cumprem.
- Deus lhes deu a verdade, mas muitos vivem na mentira.
- Deus lhes deu a Si mesmo, mas muitos ainda o rejeitam.
- Deus lhes deu a Salvação, mas muito a tem rejeitado.
         Não somos merecedores de nada. Por causa de Seu amor infinito, Ele quer nos ajudar a mudar a mudar. Olha o que Ele nos diz nesta noite: Não vos lembreis das coisas passadas e nem considereis as coisas antigas, pois coisas novas farei.
         Lembre-se sempre que Deus não olha para o seu passado, mesmo porque o passado não pode ser mudado. Ele quer nos dar uma nova chance. Isaias (53:3) diz: Inclinais os vossos ouvidos, e vinde a mim. Ouvi, e a vossa alma viverá; porque convosco farei uma nova aliança perpétua, dando-vos as firmes beneficências de Davi.
         Você não pode viver na fé de ontem. Deus pode ter operado maravilhas em sua vida no passado. Israel tinha vivido momentos de glória, maravilhas foram vistas como a abertura do mar vermelho, as pragas no Egito e tantas outras. Porém, essa antiga fé não podia fazer nada para tirá-los do cativeiro. Para que Deus opere hoje em sua vida é necessária uma nova porção de fé. Somente uma fé renovada a cada dia pode nos trazer a misericórdia de Deus, e Sua Graça ser derramada em nossas vidas para a salvação eterna.
● O segundo ensinamento que podemos tirar dos versículos lidos nesta noite é que devemos nos comprometer com o plano de Deus.
         A escolha é sua. Você pode se concentrar nos problemas do passado e nas dificuldades presentes ou simplesmente se concentrar naquilo que Deus quer fazer de novo em sua vida.
         Procure se ver como Deus o vê. Muitos de nós por causa de um passado sombrio julgamos que Deus não fará nada por nós. Sentem-se como se o passado tivesse tirado todo o brilho de sua vida; Ledo engano, para Deus sua vida pode ser uma fonte de Água cristalina. Romanos (8:1-2) diz: Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito, porque a Lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus me livrou da lei do pecado e da morte.
         Olhe para as suas possibilidades como Deus as vê. Lembre-se que Deus é capaz de transformar o seu deserto em bênçãos e abundância. Ele pode transformar sua vida seca e inútil em uma vida de propósito e graça.  
         Você decide se quer o que Deus está lhe oferecendo ou quer continuar no cativeiro. Se quiser o que Deus está lhe oferecendo olhe para frente, olhe para Cristo Jesus.
         Ele já colocou um novo rumo e uma nova proposta para a sua vida. O Salmo 95:7-8 diz: Porque Ele é o nosso Deus, e nós povo de Seu pasto e ovelhas da Sua mão. Se hoje ouvirdes a Sua voz, não endureçais os vossos corações, assim como na provocação e como no dia da tentação no deserto. Deus quer fazer um grande e maravilhoso milagre em sua vida. Lembre-se que em Jesus:
- coisas maravilhosas são possíveis.
- É possível viver uma vida melhor.
- É possível viver uma vida de sucesso e realizações.
         Se você deseja ser mais do que vencedor, deixando essa vida medíocre, apagada, sem nenhum brilho, vencer o fracasso em qualquer área de sua vida. Se você deseja começar uma nova história a partir de hoje, saiba que Deus quer fazer uma coisa nova em sua vida.
         Lembre-se que esse milagre não vai acontecer fora de você. Ele irá acontecer dentro de você, no seu coração. Deus quer mudar a sua vida, mudando o seu coração. Permita então. Deixe que Ele entre em seu coração, permita que organize tudo o que está fora de lugar. Aceite o seu chamado. Não espere passar por momentos ruins para gritar por Ele. E se já passou, veja a situação como propósito de Deus para se aproximar.
         Chega de cair, chega de se machucar, chega de perguntas, chega de dor, chega de ansiedade, chega de angústia. Chega dessa dor horrível que é esse peso da culpa nas costas, Ele tem um remédio indispensável, que é o perdão. Ele não te quer ver passando sozinho por tanta angustia. Ele sabe exatamente como tirar você dessa situação. Ele está esperando você o chamar e reconhecer que sem Ele nunca conseguirá decolar do chão. Para isso acontecer basta o sincero arrependimento dos pecados e crer com fé em Cristo Jesus que tudo pode fazer. Então sua vida será um verdadeiro Milagre.  Amém. 
PREGAÇÃO REALIZADA
NA 17ª IGREJA DO EVANGELHO QUADRANGULAR
CASCAVEL, 22.10.2017

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

OBREIRO: UM VASO DE HONRA

TEXTO BASE: II TIMÓTEO 2:14-26

         A palavra que vos trago nesta noite é inspirada na última carta escrita por Paulo antes de sua morte. Com esta carta Ele queria passar as últimas instruções e encorajar ao jovem Timóteo, seu discípulo que se tornara pastor da igreja de Éfeso. Paulo incentiva Timóteo a ser a pessoa que Deus pode usar para realizar seus propósitos e milagres nesta Terra.  
         A palavra vaso apresenta vários significados, dependendo de qual seja o propósito de Deus para realizar as suas obras, e para tal Ele precisa de vasos disponíveis. Foi assim na multiplicação do azeite da viúva quando Eliseu mandou a viúva pedir vasos emprestados (II Reis 4). Foi da mesma forma na transformação da água em vinho por Cristo Jesus quando os serventes pegaram seis talhas (vasos) cheias de água (João 2:6). E neste caso a palavra vaso é tomada como ilustração de nossa vida quando nos apresentamos ao Altíssimo como vasos disponíveis para a sua obra, a fim de podermos desempenhar bem o
propósito pelo qual Deus nos formou. Nesta ilustração Paulo compara o cristão a vasos prontos que servirão para honra ou para desonra. Faz-se necessário entender o que a Bíblia Sagrada quer nos ensinar quando aponta para nós como utensílios, isto é, nos encoraja a se apresentar a Deus aprovado como obreiro que maneja bem a Palavra. Ensina-nos que devemos evitar
falatórios inúteis, isto é, conversa que não traz edificação e proveito, tal como falar mal dos outros, perdendo tempo com assuntos que não edificam, falatórios profano que são verdadeiro lixo; Nos afastar de pessoas que se desviaram da verdade e pervertem a fé de alguns; Evitar contendas, sendo paciente, evitando levantar questões por qualquer futilidade; Afastar-se da injustiça, pois ser injusto é ser desleal, é não fazer aquilo que é nossa obrigação fazer; e por fim a Bíblia Sagrada nos adverte que devemos ter um comportamento maduro fugindo dos sentimentos jovens que são inconstantes, impulsivos e impacientes. O jovem muda de opinião rapidamente, ao mesmo tempo que ele deseja algo, já não o quer mais, fala e age sem pensar, ele quer abraçar o mundo a sua volta ao mesmo tempo, não sabem esperar. Existem pessoas que acham que ser um Vaso de Deus é pular, falar em línguas.
         É obrigação de o vaso procurar se aperfeiçoar em santidade através da purificação. Se o vaso viver satisfazendo sua carne, não poderá agradar a Deus. A natureza pecaminosa precisa ser mortificada para que o Espírito possa prevalecer. Portanto, Deus só irá usar um vaso  para  honra, e  para  ser  um  vaso  de honra, ele deve
satisfazer as seguintes condições:
● Ser limpo por dentro e por fora, isto é estar livre de pecados visíveis ou ocultos, que o homem vê e os que só Deus pode ver. Não pode ter rachaduras.
● Precisa estar disponível, isto quer dizer que quem escolhe o momento que o vaso vai ser utilizado e onde vai ser usado é o Altíssimo quem escolhe.
● O vaso tem que estar cheio. Vazo vazio é sinal de desonra. Vazo vazio é presa fácil do encardido. Para ficar cheio é preciso que o vaso seja cheio do Espírito Santo, ore, jejue, trabalhe se envolvendo em comunhão com os irmãos. Em verdade não importa tanto o vaso mais sim o conteúdo do vaso. Precisamos nos livrar do conteúdo maligno, o pecado guardado. Ele pode ser simples por fora, mas dentro deve estar cheio da graça de Deus, da unção de Deus, do poder de Deus. O Apóstolo Paulo disse (II Co 4:7): temos porem, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós. Precisamos então encher o nosso vaso da palavra de Deus.
         O apóstolo Paulo estava preocupado com Timóteo e nesta epistola ele quer ensiná-lo de uma maneira clara e objetiva como ser um vaso de honra. Ele alerta que o vaso poderia ser feito de diferentes materiais como Pedra, lama, ouro, prata, barro, mas Deus escolheu o barro e deixou de lado todos os demais materiais porque o barro denota equilíbrio entre água (fala do mover sobrenatural de Deus) e terra (fala das coisas do dia a dia). Isto nos lembra que o homem precisar ser espiritual sem deixar as coisas do dia a dia. O vaso que o Altíssimo vai usar é espiritual, mas também é humano. Deus escolheu o barro em detrimento aos outros metais porque o vaso não pode ser duro, mudo, Pesado. Se formos inflexíveis como os metais (não perdoar, não aceitar correção, não se arrepender, não reconhecer o erro, não chorar, não querer mudar) não poderemos ser usados. Sejamos flexíveis como o barro nas mãos do oleiro (Jr.18.1-6). Deus escolheu o barro em detrimento da lama porque ela é Instável e onde estiver suja o ambiente. O vaso  não pode ser instável como uma criança, sem firmeza...
         O barro não tem valor; não é objeto de contendas, de guerras, ninguém briga por causa de barro, o único lugar que o barro vale alguma coisa é nas mãos do oleiro. O barro não tem querer, ele permite que o oleiro o molde segundo a sua vontade, então um vaso deve permitir que Deus o molde e isso só pode acontecer de dentro para fora. Ele opera   transformando, melhorando, aperfeiçoando nossa vida para que possamos derramar e não para ser guardado. Para sermos suas testemunhas.
         Coloque-se nas mãos do oleiro para que ele o transforme, limpe e use para a sua glória. Permita que Ele lhe quebre e lhe faça de novo, permita que Ele te passe pelo fogo para que adquiras resistência e firmeza. Reconheça que somos pó, pois foi isso que Deus falou que somos. Aceite que somos fracos, frágeis e necessitados de Deus.
         Você é especial para Deus. Você é único, Deus não fez ninguém igual a você. Deixa Ele te usar da forma e como Ele quiser, não imites a ninguém. Ele sabe porque nos fez, e qual o propósito.
         Lembre-se não existe meio termo ou você é benção ou é maldição, ou você é de Deus e vai para o céu ou você não é de Deus e vai para o inferno, ou você é de Honra ou de Desonra.
         Portanto, Humilhai-vos, debaixo da potente mão de Deus para que, a seu tempo, Ele vos exalte. A promessa de Deus é gloriosa para aqueles que se humilharem.

Pregação realizada na
Igreja  Fonte de Água viva


Cascavel, 15.05.2005.

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

O TEMPO DE DEUS!


TEXTO BASE:  GÊNESIS 40:9-23


            O livro de Eclesiastes nos revela que: Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para  tempo o propósito debaixo do céu. Nós humanos somos imediatistas e queremos sempre uma resposta para ontem e, quando não  a recebemos ficamos ansiosos. Esquecemos que na Bíblia há mais de oito mil promessas de Deus para o ser humano. É preciso crer em Deus e em sua Palavra. Assim como Deus deu sonhos a José, Ele também nos proporciona sonhos, José tinha fé suficiente e também teve paciência, pois ele sabia que o propósito de Deus em sua vida iria se realizar no tempo de Deus. Não é diferente para nós, cada um dos propósitos de Deus se realizarão em nossas vidas não ao nosso tempo, mas no tempo de Deus.
         O tempo de Deus é diferente do nosso tempo. A Bíblia declara que os caminhos de Deus não são os nossos. Nós vivemos segundo o tempo terreno enquanto que Deus vê sob uma perspectiva celestial e eterna. Não temos domínio sobre o tempo, mas o Altíssimo tem. Todo resultado e tempo para realizá-lo está nas mãos de Deus
         Se você tem orado em algum propósito e não recebeu não se culpe e muito menos coloque a culpa sobre Deus, pois o propósito de Deus pode estar muito além de nosso ínfimo conhecimento. Deus muitas vezes permite que passemos por pequenas tribulações para nos livrar de males muito maiores. Não desista tenha paciência, continue orando e não perca a esperança pois se a tua petição é um propósito de Deus em sua vida, com certeza no tempo de Deus irá se realizar. A Bíblia nos diz que há tempo para todas as coisas, porém cabe somente a Deus a decisão. Precisamos aceitar com resignação o que Deus tem preparado para nós, porque tudo o que Ele faz é para o nosso bem. Ele nos ama.
         Lembra da história de José do Egito? Deus usou esse homem para cumprir seu propósito com o povo judeu. Para cumprir Seu propósito era necessário que José fosse vendido pelos seus irmãos como escravo (na verdade eles queriam matá-lo por inveja, o que Deus não permitiu). De escravo ele passou a ser o segundo na casa de Potifar, mas ainda não era o tempo de Deus. Esse homem precisava ser preso para completar o tempo de Deus, e para isso a mulher de Potifar foi seu algoz uma vez que José preferia a morte do que trair o seu benfeitor e trair ao Deus Altíssimo.
         Na cadeia Deus continuava abençoado a José que caiu nas graças do carcereiro. Ali conheceu o copeiro e o padeiro do Rei decifrando seus sonhos. José pediu ao copeiro que se lembrasse dele quando fosse recolocado ao posto como copeiro do Faraó. O copeiro se esqueceu de José.
         Isso nos mostra que devemos confiar apenas em Deus, pois o homem nada pode fazer por nós se não for da vontade de Deus. Observe que José conseguiu fugir da tentação, mas ele não conseguiu fugir da tribulação, Por mais que possamos tentar não conseguiremos antecipar o tempo de Deus. O copeiro saiu da prisão e José permaneceu por mais dois anos no cativeiro. Se ele fosse liberto antes ele não seria útil para o propósito de Deus, era necessário que ele ficasse em tribulação até que o tempo exato de Deus fosse completado. Era necessário que Faraó tivesse sonhos para que ele interpretasse José foi liberto da prisão no tempo certo. Ele tinha trinta anos de idade isto quer dizer que já havia se passado treze anos depois de ter sido vendido pelos seus irmãos. Este foi o tempo de Deus para José e ele tem um tempo determinado para cumprir em nós os seus propósitos e nos dar as bênçãos que esperamos. José se tornou o segundo em poder no Egito. Agora o propósito de Deus para o povo judeu poderia ser realizado, os sonhos proféticos de adolescente de José seriam definitivamente realizados.
         O tempo de Deus é perfeito. Quando nos rendemos aos seus pés nós sentimos livres, muitas vezes até não entendemos o que Ele esta fazendo, mas mesmo assim devemos confiar, porque os propósitos de Deus são os melhores para a nossa vida. Ele quer o melhor para nós.
          Confie no Senhor e faça o bem; assim você habitará na terra e desfrutará segurança. Deleite-se no Senhor,
e ele atenderá aos desejos do seu coração (Salmos 37:3-4) Seja como o agricultor que após jogar a semente na terra aguarda o fruto da lavoura. Recebe então a semente que é a Palavra de Deus, creia nela e tenha paciência para esperar, e Ele tudo fará.


Pregação realizada na
Igreja Fonte de Água Viva
Laranjeiras do Sul , 17.07.2004

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

O QUE DEUS ESPERA DE NÓS

TEXTO BASE: MIQUÍEAS 6:6-8

         Boa Noite Povo de Deus! Paz seja convosco.
         Como cristão é nosso desejo vivermos uma vida que agrade a Deus. Porém, no dia a dia, em nossa auto vigília somos surpreendidos fazendo coisas que segundo nosso próprio julgamento não agradam a Deus. Então sentimos que viver uma vida que agrade a Deus não é fácil. Diante desse quadro muitas vezes vem a nossa mente que seria muito mais fácil não ser cristão.
         Quantas e quantas vezes ao lermos as Sagradas Escrituras deparamos com versículos nos leva a achar que o que está ali escrito deveria ser colocado em prática em nossas vidas. Tais meditações nos trazem um senso de responsabilidade ao qual nos sentimos no dever de satisfazer todas as expectativas de Deus.
         Esse senso de responsabilidade e o sentimento de que devemos satisfazer todas as expectativas de Deus não é bíblico. Nenhum livro das Sagradas Escrituras está escrito que nós temos de satisfazer as expectativas de Deus, que Deus espera que cumpramos todos os mandamentos e a lei. E a própria Bíblia nos alerta contra isso, pois se assim procedermos tias atitudes nos roubará a alegria de conhecer a Cristo. Há um principio importante encontrado em quase todos os livros sagrados, podemos citar: romanos, Gálatas, Efésios, I e II Coríntios, que diz: Deus não exige de você perfeição; Deus não espera que você prove ser capaz de cumprir a sua Lei e os mandamentos. Se Ele achasse que você fosse capaz disso, Ele não teria vindo ao mundo para morrer por você.
         A Lei de Deus exige perfeição. Então para ser aceito na família de Deus segundo a Lei, teríamos de ser perfeito. No entanto a própria Palavra nos alerta que não existe nenhum homem perfeito. Isso nos revela porque Cristo Jesus teve que vir a Terra, morrer em nosso lugar, para nos salvar de nossos pecados. A nossa imperfeição nos afasta de Deus. Existe um imenso abismo entre a perfeição de Deus e a impiedade humana. Deus conhece esse abismo. A palavra nos fala sobre esse abismo quando o rico e Lázaro se avistaram em lados opostos deste abismo. Um não podia passar de um lado ao outro. O abismo é intransponível. Mas. O homem em seu dia a dia procura estreitar esse abismo. Ele Quer se sentir mais perto de Deus. Esse abismo sempre existiu e sempre existirá. Porém, aquele que recebeu Jesus em sua vida, foi perdoado, declarado justo, e é precioso aos olhos de Deus. Deus o ama incondicionalmente e você será completamente d’Ele apesar desse abismo.
         Apesar de sabermos desse imenso amor de Deus por nós, quantas e quantas vezes não passou por nossa mente que um dia Deus irá requerer algo de nós em troca. Mas se estivermos atento a Sua Palavra podemos ter a certeza de Ele jamais irá requerer algo de nossa parte por nos dar a salvação através de Cristo Jesus. Ele sabe perfeitamente que não temos nenhuma responsabilidade em satisfazer suas expectativas. Em nosso relacionamento não existe nenhuma cláusula de exigência. Observe:
Deus escolheu você antes da fundação do mundo.
Jesus veio ao mundo por você, para salvá-lo.
Jesus morreu por seus pecados.
Deus levantou pessoas para explicar os evangelhos para você.
Jesus se ofereceu para entrar em sua vida.
Deus colocou em você o desejo de conhecê-lo e de obedecê-lo.
Deus entrou em sua vida, declarou que você está justificado, perdoado e o chamou de filho.
Você se tornou cristão simplesmente ao responder a Deus em fé. 
         Como falamos acima não existe nenhuma cláusula que nos obrigue a satisfazer as expectativas de Deus. O desejo do coração d’Ele é que vivamos nossa vida cristã nesta terra respondendo a Ele em fé. Não é nossa responsabilidade  tentar agradar a Deus pagando nossa dívida com Ele. Essa é a economia de Deus: Ele nos deu a Salvação pela graça. Nós não merecemos nada e jamais iremos merecer independente de quanto podemos nos esforçar. Temos sim de ser gratos a Ele por nos propiciar tremenda graça. Tropeçamos muitas vezes por acharmos que devemos alguma coisa para Deus. É por esse motivo que deduzimos que por conhecer um pouco sobre a Bíblia, por termos aprendidos a orar, e por falarmos de Deus para outras pessoas, devemos então sermos um bom cristão para agradar a Deus. Eu pergunto: fazer as coisas corretas pode nos levar para o céu? Não! Essa conclusão é errada uma vez que jamais iremos conseguir através de nossos esforços agradar a Deus. Além de que fazer as coisas certas é um dever de cada pessoa. Isso jamais deverá ser coroado uma vez que fazer as coisas certa é uma obrigação e por si só nos livra das conseqüências de fazer o que não é licito. Deus nos ama não por nossos atos de justiça, mas sim pela sua misericórdia. Fomos declarados perdoados pela Graça de Deus, pelo que Cristo Jesus fez por nós na Cruz. Aprendemos que precisamos amar aos outros, ler a Bíblia, orar, testemunhar, etc. Com isso passamos a conhecer a Deus.
         Você pode estar pensando mas a Bíblia está repleta de mandamentos a serem cumpridos. É verdade, mas é na mesma Bíblia que está escrito que não conseguiremos obedecer a todos eles, e que se tropeçarmos em um único deles estamos condenados. Ela também nos diz que quanto mais nos esforçarmos em obedecer, mais veremos nossos pecados. Quanto mais tentarmos, mais nos sentiremos fracassados e mais distante nos sentiremos d’Ele.
         Paulo sentiu essa mesma frustração. Ele falou: a Lei é santa, o mandamento é santo, justo e bom. Ele tentava viver sob a lei, mas continuava pecando. Ele disse: Tenho o desejo de fazer o bem, mas não consigo realizá-lo; pois o que faço não é o bem que desejo, mas o mal que não quero fazer. E foi além: miserável homem que sou! Quem me libertará do corpo sujeito a esta morte? Mas, ele conhecia a resposta: Graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor. E não para aí, vai além quando registra em Romanos: Agora, não há condenação para os que estão em Cristo Jesus.
         Alguém entre nós pode estar perguntando: Então eu não  devo obedecer aos mandamentos de Deus?
         Ei calma! Toda calma nesta hora!Não é isso que estou pregando. O que eu quero dizer é que não somos capaz por nossos esforços cumprir todos os mandamentos. Quando você olhar para os mandamentos de Deus não tente obedecê-los por conta própria, mas peça ao Deus que vive em seu coração para capacitá-lo a obedecer.
         Quando Cristo Jesus veio a esta terra, alem dos dez mandamentos  existiam  cerca de seiscentos mandamentos
que o judeu devia obedecer. Vamos convir que se trata de um número muito grande de mandamento para guardar. Foi nesta mesma ocasião que um fariseu tentando pegar Cristo em uma cilada fez a seguinte pergunta: Qual é o maior de todos os mandamentos?
         Cristo respondeu: Ame ao Senhor seu Deus de todo o coração, com toda tua alma, com toda sua mente. Este é o primeiro. O Segundo é semelhante ao primeiro: Ame o seu próximo como a si mesmo. Com esta resposta Cristo nos dá a resposta para a pergunta título desta pregação: Deus espera de nós que o amemos sobre todas a coisas e que nos amarmos uns aos outros. Amar é desejar o melhor para o próximo, é obedecer e fazer a vontade de Deus, é fazer o melhor de nós todos os dias. Nunca fazer o melhor esporadicamente, mas que esse melhor seja em todos os momentos de nossa vida, todos os dias. Olhe. Escute! Com essas palavras Ele não tem a intenção que saiamos por ai determinados a cumprir com entusiasmo essa missão e provar para ele quanto somos amorosos. O que Ele quer que você dependa d”Ele. Há uma grande diferença entre satisfazer a Deus por conta própria e em depender d’Ele, confiar n’Ele. Ele quer viver por meio de nós, em nós.
         Fazer coisas por conta própria mostra nossa imaturidade. Deus quer que você tenha prazer na liberdade e no amor de Cristo num relacionamento com Ele, confiando n’Ele, dependendo d’Ele, vendo a mão do Senhor em tudo, seja no negativo, seja no positivo. Tudo apoiado na obediência e no amor.
Amém. 

 Pregação realizada na
17ª IGREJA DO EVANGELHO QUADRANGULAR
CASCAVEL, 27.08.2017.

terça-feira, 25 de abril de 2017

SALVAÇÃO

TEXTO BASE: JOÃO 3:16-17


Nesta semana é comemorado pelo mundo cristão a semana da Páscoa: Para os cristãos católicos comemora-se a morte e ressurreição de Cristo Jesus. Para os judeus a Páscoa representa a liberdade do cativeiro egípcio. Já para nós cristãos evangélicos a Páscoa além da morte e ressurreição de Cristo Jesus representa a confirmação da Palavra de Deus que nos prometeu uma única solução para a sofrida humanidade pecadora: Cristo e Ele crucificado.
Esta semana nos leva a uma reflexão sobre SALVAÇÃO. O que é Salvação? Do que somos salvos?Quem é o nosso Salvador? Será que todos serão salvos?
A Bíblia Sagrada registra a palavra Salvação em mais de cento e quarenta passagens. Salvação segundo o dicionário da língua portuguesa significa ser livre do perigo ou destruição, porém a Bíblia utiliza essa palavra no sentido de que as pessoas ser libertas do pecado. O pecado é a causa da morte. E quem é liberto do pecado tem a esperança de nunca morrer.
A maioria das igrejas, atualmente, prega que para ser salvo basta ter fé. Isso não é apenas meia verdade. Uma vez que todos nós temos fé, pois acreditamos que algo de bom irá nos acontecer. A fé que salva deve ter um único alvo: Jesus e Ele crucificado.  Ter fé em Jesus é tê-lo como Salvador. Ter fé no que Ele fez por nós na cruz é tê-lo como Senhor.
Tê-lo como Salvador é fácil, o difícil é aceitá-lo como Senhor que nos resgatou pagando o alto preço por nós na cruz do Calvário. Tê-lo como Senhor é nos sujeitar a Palavra de Deus obedecendo as suas ordens.
Deus não criou uma salvação insuficiente. Ele criou um caminho mediante a morte de Cristo que garante a vitória. A missão de Cristo nesta terra é uma obra terminada uma vez que Ele se tornou homem, viveu entre nós, morreu, morte na Cruz e ressuscitou ao terceiro dia.
Assim como a Trindade é formada de três pessoas: Pai, Filho e Espírito Santo, mas existe apenas um Deus, também o homem apresenta uma tricotomia, isto é, ele é formado por espírito, corpo e alma. A salvação do homem deve ser completa, isto é, espírito, corpo e alma devem ser salvos. E Deus não deixou por menos, a salvação operada por Deus através de Cristo Jesus é completa pois inclui o homem completo: espírito, corpo e alma.
A salvação é um presente que Deus nos dá, é um presente dado pelo seu amor. É um presente que nós não merecemos. A salvação já foi decretada por Deus e se desenvolve em três etapas: Passado, presente e Futuro.
Ei! Espera aí! Então existe três salvação? Não. Não.
A salvação é única, uma só, mas se desenvolve em três etapas, no espírito, na alma e no corpo. Como assim? Simples.
Lá na cruz o plano de salvação de Deus começou a ser posto em prática (Passado). É por isso que Paulo afirma em I Coríntios 1:18 que somos salvos. Sermos salvos é um fato consumado. Porém, essa declaração de Paulo é mal interpretada por muitos cristãos achando que uma vez salvo pela morte de Cristo é salvo para sempre, como se estivesse eternamente salvos, independente de suas ações aqui na terra, independente do que venham a fazer de bem ou de mal não iriam perder essa salvação. Isto não é verdade.
A cruz de Cristo foi a concretização da primeira parte da promessa feita a Abrão de que alguém iria triunfar sobre Satanás. Essa promessa se cumpriu em Cristo Jesus. Na cruz Jesus fez a ponte entre o homem e Deus. De um lado a divindade de Cristo e a cruz fincada em terra firme do céu e do outro lado a humanidade de Cristo encravada na terra. Sua vida entregue e o seu sangue derramado foi o preço do pagamento de nossos pecados.
Sua morte e ressurreição não exigem nenhum esforço de nós, arquitetada por Deus foi única e suficiente para o resgate de todos, sem nenhuma condição imposta. Ao dizer “está consumado” o véu do templo se abriu de cima para baixo, abrindo a passagem do homem para Deus.
Nesta primeira etapa somos salvos de Satanás, do pecado, temos em nossas mãos a salvação do espírito. Nosso espírito está regenerado, estamos salvos do castigo eterno.
Com isso nos é oferecido uma saída. Nos é prometido uma grande recompensa ou uma severa punição. Cristo nos deixa livre para escolher – é o livre arbítrio que a Bíblia tanto fala -. Você pode escolher seu futuro dentro do plano de salvação de Deus.
Deus nos oferece reconciliação com Ele através da morte de Cristo. O homem saiu da posição que estava antes da queda. É necessário voltar a esta posição, mas isso não pode ser conquistado com méritos humanos, mas pelo favor de Deus. Essa é a primeira parte do Plano de Salvação para a humanidade e foi feito no passado através de Cristo Jesus.
Como já foi dito a salvação embora seja única ela é desenvolvida em três etapas e em três tempos diferentes. Na primeira, quando Paulo falou que somos salvos, indica que a porta que nos leva ao Trono da Graça está aberta.
Paulo diz em Romanos 5:10 que seremos salvos pela vida de Cristo. A salvação pela vida de Cristo consiste na segunda etapa do Plano de Deus para a salvação do ser humano. Nesta etapa a vida de Cristo nos salva de nós mesmos no que concerne a herança adâmica. Isso quer dizer que nesta etapa estaremos desenvolvendo a salvação de nossa alma. O amor de Deus é muito maior do que as transgressões praticadas por nós. O desejo de Deus é nos abraçar, cuidar, proteger, não permitir que nada nos falte.
Com a morte de Cristo fomos salvos do lago de fogo, mas se vivermos uma vida carnal, egoísta, sendo escravos do pecado, o sacrifício de Cristo Jesus foi em vão. É preciso que Cristo além de nosso Salvador espiritual também passe a ocupar em nossa vida o lugar que lhe pertence por direito: Ser o Senhor de nossa vida. É neste sentido que Paulo nos convida a desenvolver a salvação em Filipenses 3:20-21.  
Deus fez a parte que lhe compete através de Cristo. Agora resta a nós fazer a nossa parte. Sim fazer a nossa parte. Alguém pode perguntar: Pastor o senhor não está sendo incoerente. A Bíblia diz que somos salvos pela Graça de Deus. Sim é verdade somos salvos pela Graça. Observe: a salvação pela vida de Cristo não é mais salvação do castigo eterno, isto já está consumado, plenamente resolvido. Pela vida de Cristo teremos a salvação da alma. Aqui entra o livre arbítrio; Podemos aceitar o que Cristo fez por nós na cruz ou rejeitar. Aceitar ou rejeitar depende exclusivamente de nós, Deus jamais nos forçará a fazer aquilo que não queremos fazer.
Aceitando seremos favorecidos por milhares de promessas. Rejeitando teremos de arcar com nossa decisão e amargar a punição de nossos delitos. Qualquer decisão que tomarmos terá um final verdadeiro. Só existem estes dois caminhos: Aceitar ou rejeitar. Nada será imposto, mas devemos lembrar que em nós permanece a natureza pecaminosa e dela procede todas as transgressões que nos incapacita para a salvação.
Uma vez escapando da corrupção que pela concupiscência está no mundo então passamos a ser vigilantes, mostrando ao mundo a nossa responsabilidade de como o crente deve se portar com relação a vida cristã.
Lembrando que somos provados todos os dias. Deus prova aqueles que Ele ama. Devemos nos alegrar no ato de sermos provados e participantes das aflições de Cristo para que na revelação de Sua Glória possamos gozar de tremenda alegria. Acrescentando a nossa fé a virtude; a virtude o conhecimento; ao conhecimento a domínio próprio; a domínio próprio a paciência e a paciência a piedade; e a piedade o amor fraternal tratando a todos como a irmãos de sangue. Se assim procedermos jamais seremos ansiosos e estéreis, pois o amor de Deus será abundante em nossas vidas.
Estaremos então preparados e teremos alegria em relação ao que fizermos deixando o passado para trás. Olhando para frente, não permitindo que raízes amargas venham interferir em nosso presente, lembrando que Deus já nos perdoou e nenhuma condenação há para os que estão
em Cristo Jesus.
Deus nos prometeu através de Jeremias (31:34) que nunca se lembrará de nossos pecados. Se ele não se lembra mais por que então nós não o esquecemos? Quanto tempo você fica lembrando uma conta que você já pagou nos mês passado? Você lembra quanto você pagou de água, luz, na páscoa de 2010?
Paulo diz: Esquecendo as coisas que ficam para trás, prossigo no alvo, avançando para as que estão adiante de mim, pelo premio de soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.
Então é nossa opção aceitarmos ou rejeitarmos. Essa vida na terra é breve e chegara o momento em que Deus irá separar aqueles que viverão com Ele na Eternidade daqueles que terão morte espiritual, isto é a separação eterna de Deus.
Cristo ira voltar para buscar a sua igreja e todos os salvos, isto é aqueles que aceitaram as condições de uma vida pura, ressuscitarão ou serão arrebatados para encontrar com Ele nas nuvens. Então ai se completará a salvação do ser humano e nossos corpos mortais e corruptíveis serão transformados em corpos incorruptíveis e glorificados semelhante ao de Nosso Senhor e Salvador (I Cor 15:51).
Essa é a terceira etapa da salvação que será feita num
futuro bem próximo e nossos corpos serão salvos e glorificado. Vimos que a salvação começa pelo espírito, se desenvolve no presente na alma e terá cumprimento final no futuro com a vinda de Cristo culminando com a glorificação de nosso corpo.
Sabemos que nosso caminho é longo, cheio de pedras de tropeço, mas seguiremos confiantes, de cabeça erguida, pois sabemos que lá no final teremos alguém a nos esperar, alguém que hoje nos ajuda, chama-nos para levantar quando estamos caídos, sua mão não se cansa sempre está estendida em nossa direção a nos guiar.
A Ele devemos tudo: o nascer, o viver, o morrer. Morrer para o mundo e viver para Ele: Cristo Jesus.   
            
                                                                                                   Pregação realizada na
17ª IGREJA DO EVANGELHO QUADRANGULAR


CASCAVEL, 16.04.2017