Seja Bem Vindo!!!

Paz seja Convosco!!!

Depois de quase quatro anos sem nenhuma postagem (Precisamente 3 anos 9 meses e 18 dias), volto a ativa e Louvo a Deus por isso. Foi um período de tribulações, perdas materiais e muito planger. Porém, foi também um período de bençãos, quando ganhei mais três netos (um menino e duas meninas). É no deserto que podemos ter certeza que Deus jamais nos abandona (se fosse o contrário pereceríamos).

Um grande abraço!!!

Pastor Gilberto Pratas


O único caminho

O único caminho

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Alerta! A Marca da Besta!

A marca da besta é tratada no livro do Apocalipse com muita seriedade. Neste livro é revelado que os que receberem a marca da besta se perderão. O pior é que a maioria dos seres humanos, nesta época, a receberá. Somente não receberão essa marca as pessoas que conhecem a Palavra de Deus.

"Foi-lhe dado poder para dar fôlego à imagem da primeira besta, de modo que ela podia falar e fazer que fossem mortos todos os que se recusassem a adorar a imagem. Também obrigou todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, a receberem certa marca na mão direita ou na testa, para que ninguém pudesse comprar nem vender, a não ser quem tivesse a marca, que é o nome da besta ou o número do seu nome. Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta, pois é número de homem. Seu número é seiscentos e sessenta e seis (Apocalipse 13:15-18)".

Um terceiro anjo os seguiu, dizendo em alta voz: "Se alguém adorar a besta e a sua imagem e receber a sua marca na testa ou na mão, também beberá do vinho do furor de Deus que foi derramado sem mistura no cálice da sua ira. Será ainda atormentado com enxofre ardente na presença dos santos anjos e do Cordeiro, e a fumaça do tormento de tais pessoas sobe para todo o sempre. Para todos os que adoram a besta e a sua imagem, e para quem recebe a marca do seu nome, não há descanso, dia e noite (Apocalipse 14:9-11).

O primeiro anjo foi e derramou a sua taça pela terra, e abriram-se feridas malignas e dolorosas naqueles que tinham a marca da besta e adoravam a sua imagem(Apocalipse 16:2).

Mas a besta foi presa, e com ela o falso profeta que havia realizado os sinais milagrosos em nome dela, com os quais ele havia enganado os que receberam a marca da besta e adoraram a imagem dela. Os dois foram lançados vivos no lago de fogo que arde com enxofre (Apocalipse 19:20).

Vi tronos em que se assentaram aqueles a quem havia sido dada autoridade para julgar. Vi as almas dos que foram decapitados por causa do testemunho de Jesus e da palavra de Deus. Eles não tinham adorado a besta nem a sua imagem, e não tinham recebido a sua marca na testa nem nas mãos. Eles ressuscitaram e reinaram com Cristo durante mil anos (Apocalipse 20:4).

Estamos vivendo o ano de 2016 da era cristã, a dispensação da Graça, tempo da Igreja. Vivemos um momento em que a humanidade está se dividindo em dois grupos: aqueles que seguirão a besta e sua marca e os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Cristo Jesus. Este é um tema de suma importância uma vez que está diretamente ligado a vida eterna (Salvação). Deus nos ajude a estar entre estes últimos, pois eles receberão a vida eterna.

A Bíblia Sagrada revela que o anticristo e sua marca será apresentado ao mundo. Ele se colocará em lugar de Cristo e se oporá a Ele. Estas coisas acontecerão quando a terra e o seu povo estiverem passando por uma crise de proporções tamanhas que as autoridades mundiais não encontrarão uma saída para tamanha crise. É neste panorama mundial que surgirá o anticristo de um chifre pequeno (pequeno país – Daniel 7) que trará uma solução para essa crise.

Como já foi dito, a Palavra de Deus cita essa marca que seria imposta pelo falso profeta, e hoje podemos deduzir que essa marca será feita em forma de um chip. Esse sinal será a garantia de lealdade à besta. Com uma falsa afirmação de que as pessoas terão uma melhor segurança (neste chip terá a informação dos dados pessoais bem como substituirá cartões de crédito e débito e a própria moeda), porém, a verdadeira intenção será forçar as pessoas a se declararem se estão do lado do Senhor Jesus ou do anticristo.

A todos os pequenos e os grandes, os ricos e os pobres, os livres e escravos, faz que lhes seja dada certa marca sobre a mão direita, ou na fronte, para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tem a marca, o nome da besta, ou número do seu nome. Aqui está a sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta, pois é número de homem. Ora, esse número é seiscentos e sessenta e seis (Apocalipse 13.16).

O Fim dos Tempos se aproxima a passos largos, todos os sinais previstos na Bíblia estão se confirmando, basta olhar ao redor e prestar bem atenção a eles. Se você ainda não tem certeza sobre o destino da sua alma e quer saber mais sobre esse tema, convido-o a ler o livro de nossa autoria: Final dos tempos! O que nos reserva? Que você encontra gratuitamente na Internet. Lembre-se esta escrito:

Se alguém adora a besta e a sua imagem e recebe a sua marca na fronte ou sobre a mão, também esse beberá do vinho da cólera de Deus, preparado, sem mistura, do cálice da sua ira (Apocalipse 14:9-10)

Bem, mas o título desta mensagem é ALERTA! A MARCA DA BESTA. Sim, e o alerta vem agora:

A empresa americana VeriChip Corp assinou, neste mês de outubro de 2016 com o governo Temer, um contrato sigiloso de distribuição exclusiva no Brasil do VeriChip RFID, para a implantação de milhares de chips localizadores subcutâneos modelo Solusat.

Por meio deste chip, qualquer pessoa pode ser localizada em qualquer lugar do planeta, a qualquer hora, por meio de scanners localizadores especiais. Quando o scanner é aproximado da pessoa, o chip liga, enviando um número de registro com todas as informações do usuário diretamente para os computadores de controle. Essa informação dada pela revista Business Wire. A empresa Metro Risk Management Group, LCC, é o distribuidor exclusivo do sistema no Brasil. A empresa controladora da VeriChip é a Applied Digital Solutions, Inc.



O VeriChip é um microchip transmissor,  implantado  sob a pele, que emite um sinal localizador de rádio (radio frequency identification, RFID) que, segundo a empresa, pode ser usado para uma variedade de situações de segurança, análise financeira, identificação de emergência e outras aplicações. O risco maior é que no futuro as pessoas sejam forçadas a ter implantes identificadores no corpo, tornando os governos totalmente informados sobre quem é você, onde você vai, o que você faz, o que você compra, com quem você fica. Uma população totalmente controlada seria um prato perfeito para uma nova ditadura mundial. A realidade do anticristo está chegando. E, por incrível que pareça, o Brasil é um dos países em que ele será implantado.

Mas isto não é um fato recente. Desde 2011 circulava na internet o boato de que a Presidente Dilma iria implantar o chip nos brasileiros a partir de 2015. Como ela estava muito ocupado com o processo do impeachment passou despercebido, voltando a tona com o novo governo Temer. Outro fato que nos leva a esse tema foi a mentirosa explicação de que os celulares pré-pagos precisavam ser registrados para evitar que fossem usados pelo crime organizado, Em verdade, serviu apenas para criar bancos de dados milionários para as empresas de telecomunicações e para redes internacionais de controle. Basta dar o nome completo de um brasileiro para algumas empresas americanas e pagar 450 dólares para ter o número de celular desta pessoa, seus dados pessoais, as informações do banco de dados da Serasa e até o movimento bancário dessa pessoa.

Além disso, esse número já vem sendo usado em código de barras nas embalagens dos produtos. Aqueles traços pretos verticais estão presentes em praticamente todos os produtos que compramos, seguidos por uma numeração que, à primeira vista, não faz o menor sentido. Tudo isso compõe o código de barras, um conjunto de normas comerciais existente no Brasil desde 1983 para identificar os produtos, sendo usado por fabricantes e distribuidores por razões comerciais e logísticas. A adesão a esse sistema de normas, contudo, é facultativa.

A identificação única do produto é garantida pela atribuição de uma estrutura numérica GTIN (Número Global do Item Comercial) e é a partir deste GTIN que é criado o código de barras. O mais comum apresenta uma série de 13 dígitos (EAN-13) e é composto por barras de diferentes larguras apresentadas sobre uma sequência numérica. Mas existem no mercado outros tipos de codificação com outra apresentação (sequência e números). No dia a dia do consumidor, o código de barras torna-se útil apenas por transmitir a informação necessária sobre o produto e seu respectivo preço ao caixa do supermercado. O código também apresenta informações adicionais, como data de validade, números de série e números de lote.Veja o exemplo do código de barras mais comum:



A numeração do código de barras das empresas que utilizam o sistema GS1 apresenta a seguinte estrutura: O código esta subdivido em quatro regiões. Prefixo do país de registro da empresa; identificação da empresa; referencia do produto e digito verificador.

Dentro do sistema de normas GS1, a cada país membro é atribuído um prefixo constituído por três números. O prefixo conferido ao Brasil é 789 (seis primeiras barras) e, portanto, todos os produtos cuja marca é registrada em nosso país terão o seu código de barras iniciado por esse prefixo. A segunda sequência de números (pode ser de quatro a sete dígitos) é a   identificação da empresa. A terceira sequência identifica o produto (referencia do produto) é dada no nosso exemplo pelos três algarismos seguintes (001 – seis barras seguintes). Essa numeração pode variar conforme o tipo, o tamanho, a qualidade, o peso, a quantidade e a embalagem do produto; finalmente o digito verificador é composto de um único digito que representado pelas duas ultimas barras a direita. Esse número é um digito verificador que é o resultado da leitura de todo o código que é somado, dividido, multiplicado através de cálculos complexos cujo resultado é o número do digito verificador se a leitura estiver correta. Esse fato além de ser ilegal é perigoso e controlado por grupos privados não-brasileiros. Receita para o desastre.

O resultado final nós (cristão) conhecemos: é o implante da marca da besta. É o tempo para se cumprir a profecia,  conforme prevê o Apocalipse.

O ACORDO COM O BRASIL: O chip que vai substituir o dinheiro e os documento. A intenção é unificar cadastros e documentos dos cidadãos, como identidade, CPF, título de eleitor e carteira de habilitação, além de registros de nascimento, casamento e óbito. O Presidente Temer durante a cerimônia de assinatura do projeto de lei que cria o documento único, realizada em secreto no dia 11.10. O vazamento causou um certo reboliço na população brasileira e no povo cristão em geral. Para alguns a implantação do chip para facilitar a vida do povo é o início da marca da besta, para Temer é o resumo de todos os documentos em um só. O presidente não explica como será a implantação do chip e qual será o procedimento de unificação de todos os documentos.
A palavra de Deus não mente, precisamos estar ligados nos sinais, que a essa altura são muito claros. O Senhor está voltando e nós como igreja precisamos ficar firmes e atentos ao que tem acontecido não só no nosso país, mas em todo mundo.

O programa Fantástico, da Globo, mostrou (novembro de 2015) como o governo brasileiro quer retomar o uso do Registro Civil Nacional, incluindo todos os dados do cidadão em um único chip. Essa retomada faz parte dos “objetivos Globais” que a ONU laçou no dia 25 de setembro de 2015. Esta proposta esta escondida na proposta 16 da ONU intitulada pelo nome de “PAZ” onde todas as nações teriam o compromisso de adotar cartões de identificação biométricos da cada ser humano no planeta terra até 2030.

O objetivo é um só: fazer um cadastro para posterior rastreamento, se necessário. Em outras palavras, querem te rastrear, querem te seguir, querem extorquir seu dinheiro onde você estiver. Tudo faz parte de um plano maquiavélico de escravidão da humanidade.

O fato é que, de forma imperceptível, a marca da besta já está sendo implantada. A Bíblia afirma claramente que os que aceitarem a marca da besta em seus corpos serão lançados do lago de fogo. Por outro lado, ela avisa que os que não o receberem estarão excluídos da economia e, por isso, sem qualquer meio de subsistência, pois ficarão privados de comprar ou vender, conforme a profecia do livro de Apocalipse (capítulo 13). A boa notícia é que existem maneiras de sobreviver a esta situação sem ser obrigado a submeter-se à ela, reunindo-se em grupos cristãos e exercendo o antigo sistema de trocas para a própria sobrevivência. Por este motivo, a Nova Ordem Mundial tem usado escritores conferencistas e líderes religiosos “cristãos” que são suas “marionetes” para impedir que evangélicos e pentecostais compreendam a necessidade urgente de se adotar medidas preventivas para não serem obrigados a receber a marca da besta. Muitos virão a público ou através da mídia e da própria Internet tentando ludibriar aos menos avisados de que tal e tais noticias são meros boatos. Explicam dizendo que é idiotice de pastores e pessoas desinformadas (analfabetos e idiotas). Porém, uma coisa é certa, se Deus usou até uma mula para falar, por que então ele teria de usar hoje “os entendidos” para apresentar os perigos que a população mundial está para enfrentar.

O Brasil, até aqui parecia um lugar seguro, porém após essa noticia, sentimos que não demora para que se inicie a perseguição para aqueles que temem a Deus. Isto já nos foi alertado por Cristo Jesus e os acontecimentos dos últimos dias nos trás a certeza que Ele está as portas e que devemos estar alertas, vigiando para que ninguém tome a nossa coroa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário