Seja Bem Vindo!!!

Paz seja Convosco!!!

Depois de quase quatro anos sem nenhuma postagem (Precisamente 3 anos 9 meses e 18 dias), volto a ativa e Louvo a Deus por isso. Foi um período de tribulações, perdas materiais e muito planger. Porém, foi também um período de bençãos, quando ganhei mais três netos (um menino e duas meninas). É no deserto que podemos ter certeza que Deus jamais nos abandona (se fosse o contrário pereceríamos).

Um grande abraço!!!

Pastor Gilberto Pratas


O único caminho

O único caminho

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Feliz Natal e Próspero Ano Novo!!!

Chegamos a mais um final de ano. Este é um momento para reflexão.

Muitos de nós estamos alegres, felizes porque conseguimos realizar todos os projetos para 2010; outros, porém, tristes, chateados por verem mais um ano de frustrações em suas vidas, decepcionados por não conseguirem realizar seus sonhos; A maioria de nós conseguiu realizar muitos sonhos, é claro que alguns desejos serão transferidos para realização no ano vindouro.

Este é o viver do ser humano. Sonhos realizados: vitórias; sonhos a realizar: esperanças; sonhos frustrados: tristezas.

Mas todas as nossas esperanças convergem para um novo começo: Um ano novo. Este é o momento para seguir adiante, MARCHAR, para novas vitórias, deixando para trás o que passou, firmando nossas mentes em CRISTO olhando sempre para o alto (de cabeça erguida) independente das circunstâncias, pois é do alto que vem o nosso socorro. Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente.

Ele é nossa Rocha, Nossa Esperança e Nosso Protetor, Ele preserva a nossa vida, ouve nossos clamores por ajuda. Ele guia nossos pés nos caminhos que têm sido uma bênção. Através do Seu Espírito, dá-nos capacidade de crescer e ser um exemplo aos outros ao passar pelas tempestades da vida.

Se este é o teu pensamento com relação a Ele, então não temerás mal algum, pois Ele é suficiente em qualquer situação e nunca nos deixará só. Cristo, por meio daquilo que fez (o Sacrifício da Cruz), triunfou sobre nós (o Milagre do terceiro dia), de modo que agora, aonde quer que vamos, Ele nos utiliza para falarmos aos outros a respeito do Senhor, e para espalharmos o Evangelho como um perfume suave. É o perfume de Cristo dentro de nós, um aroma tanto pra os salvos como para os não salvos ao nosso redor.

Então, em meio a lágrimas e sorrisos nos tornamos homens verdadeiros enviados por Deus para sermos testemunhas de Cristo, falando com o Poder do Espírito Santo sob esse olhar Divino.

Caro irmão e amigo em Cristo Jesus, a ordem é: não esmorecer, retroceder nunca, render-se jamais, pois, tudo vai dar certo.

É hora de recomeçar. Ano novo, vida nova, tempo de avaliar o que passou, hora de repetir os acertos e corrigir as falhas; é hora de perdoar e esquecer as mágoas; é hora de seguir rumo a vitória.

É hora para desejar a cada um de vocês um FELIZ NATAL, que o perfume de Cristo esteja em suas vidas, refletindo aquilo que você é em Cristo Jesus.

Que no ANO NOVO possamos agradecer TUDO o que o que Ele tem feito em nós e por nós e possamos expressar a DEUS e a TODOS o nosso muito obrigado. Que nesse “todos” não sejam incluídos apenas os amigos, mas também aqueles que, nos colocando dificuldades, nos deram oportunidades de sermos melhores.

É hora de desejar a cada um dos meus amigos: paz, alegria, prosperidade, e que a presença de Cristo seja verdadeiramente uma constante em nossa vida e que a INTIMIDADE com o PAI seja cada vez maior.

É hora de elevar nossas preces ao Nosso Criador para que Ele venha realizar na vida de cada um de vocês todos os desejos, todos os sonhos, todas as necessidades com um Ano Novo repleto de conquistas e vitórias permanentes.

FELIZ NATAL E PRÓSPERO ANO NOVO!!!

São os votos de Pr. Gilberto Alexandre Pratas e família.

domingo, 28 de novembro de 2010

Pr. Gilberto Pratas: A Ordem é Marchar!

Texto Base: Êxodo 14:15

Então disse o SENHOR a Moisés: Por que clamas a mim? Dize aos filhos de Israel que marchem.

A Palavra de ordem de Deus para nós é para não desistir, não desanimar, não esmorecer, não retroceder, não abandonar o barco, não desistir, seguir avante! Marchar com entusiasmo e fé!. Com certeza está é uma das passagens mais citadas do Antigo Testamento.

Esta mensagem nos ensina alguns critérios importantes em como prosseguir nesta jornada de fé em que deixamos o Egito (o mundo) e prosseguiremos rumo a Canaã (o céu de glória).

Se olharmos para a história bíblica encontraremos o povo de Israel debaixo do poder de Deus, e sob a liderança de Moisés saindo da escravidão no Egito, seguindo rumo a Canaã, a terra prometida. Mas, de repente, se vêem diante de um obstáculo insuperável: a sua frente o mar, e na sua retaguarda o exército de Faraó, e em toda sua volta o deserto. E, sem solução aparente eles fizeram o que é comum ao ser humano: murmuram!

Irmãos, todos nós enfrentamos problemas, todos nós temos de atravessar por desertos, uns maiores, outros menores, cada um com os seus. É um verdadeiro deserto de lutas, dificuldades, vitórias e soluções. Mas, eu declaro hoje que o tempo de deserto em nossa vida já passou! O tempo de cativeiro, de escravidão ao pecado, aos vícios, à miséria já passou! Queremos avançar, ver os milagres de Deus acontecendo em nossa vida e tomar posse da terra prometida.

Porém, muitos ainda ficam na dúvida e perguntam:Para onde estamos marchando?Estamos na direção certa rumo ao Alvo?

Estas perguntas podem ser respondidas ao analisarmos três aspectos de nossas vidas.

● Em quem confiamos?
Se confiamos em quem nós servimos, então podemos avançar. Somente poderemos marchar quando sabemos quem está no controle. Se a voz que está no controle não for a voz de Deus não podemos ir adiante sob pena de errarmos o alvo.

● Temos iniciativas?
Se reconhecemos a voz de Deus no comando então é necessário tomar iniciativas, precisamos agir, precisamos fazer a nossa parte, permitindo que seja cumprida a vontade de Deus em nós.

● Enfrentamos barreiras sem temer?
Se ouvimos a voz de Deus e caminhamos segundo seus projetos com toda certeza encontraremos muitos obstáculos em nossa caminhada. Serão obstáculos visando impedir nossa jornada, porém não podemos temer, pois Deus está no comando e Ele pelejará por nós. É nossa obrigação olhar para frente e para o Alto onde o Senhor está e de onde vem o nosso socorro. Voltar atrás, nunca! Parar é regredir! Marchar e avançar, sempre!

Lembre-se de que Cristo removeu os obstáculos que nos separa de Deus através de Seu sangue. Através de Sua cruz Ele reatou a relação que estava quebrada e nos deu livre acesso ao Trono da Graça. Com sua Ressurreição podemos tomar posse de suas Palavras: “Todo Poder me foi dado, no céu e na terra”, logo não existe nenhum poder que se oponha a Jesus, nenhum que seja maior que o d’Ele, nem força alguma que O possa impedir. Portanto, Marche.

Irmãos, problemas sempre teremos. Mas lembre-se: Deus é nosso auxilio nas tribulações. O inimigo sempre estará ao nosso encalço querendo a nossa queda, nosso fracasso e destruição. Veremos caminhos sem saída, montanhas de ambos os lados, o mar à nossa frente, porém não vamos olhar para os problemas, vamos olhar para o alto, pois é do alto quem vem a nossa vitória, olhemos para Deus, pois Ele vai fazer o milagre! Os problemas do passado já eram. As vitórias estão à nossa frente! Deus vai abrir o mar e nós vamos atravessar com os pés enxutos. E se as águas não se abrirem, Deus nos fará andar por sobre elas.

Portanto, Marche!

Pr. Gilberto Pratas: A Vitória é Fruto da Obediência

Texto base: Eclesiastes 9:11-12

O prêmio não é dos ligeiros.
A vitória não é dos valentes.
O pão não é dos sábios.
A riqueza não é dos prudentes.
O favor não é dos inteligentes.
Tudo depende do tempo e do acaso.
O homem não conhece o seu tempo,
Eles se enredam no tempo da calamidade.

Caros irmãos, o que Deus nos diz hoje é que Ele é oleiro e nós somos o barro. Ele nos fala que os homens nascidos de Adão não podem fazer nada para mudar a sua conduta. Mas, Ele nos deixa muito claro que o impossível para o homem é possível para Deus.

Observe que Deus não tem procurado nesta terra super homens nem mesmo pessoas que despontam como privilegiados nesta terra. Em verdade, Ele procura adoradores, pessoas que o adorem em Espírito e Verdade. Deus através dos séculos tem procurado tais homens e, ao mesmo tempo em que Ele procura também ensina e mostra o perfil de tais homens.
Ele faz um chamado!

Todos os dias Ele tem chamado pessoas para fazer parte de sua família. Este convite é simples, nele não existe nenhuma exigência. Em nenhum momento eu vi ou encontrei na Bíblia uma imposição dada por Deus, antes Ele diz: venha como estás. Este chamado é para todos, sem exceção, não por força nem por violência e sim por amor. Ele tem mostrado este amor e cabe ao homem a escolha de aceitar ou rejeitar esse convite.

Ele tem nos apresentado uma proposta de salvação. Ele se preocupa conosco e com a nossa salvação, mas em nenhum momento Ele nos impôs a sua vontade. Ele tem dado para nós o livre arbítrio. Ele não nos tirou a liberdade de escolha. Mesmo tendo Ele permitido que seu Filho amado Jesus Cristo pagasse com sua própria vida o preço de nossa liberdade. Mas, ao nos dotar do livre arbítrio e de inteligência, também nos entrega um barco que é a nossa própria vida. Um barco que devemos dirigir entre a calmaria e as tempestades. É nosso dever segurar o leme e buscar dirigi-lo da melhor maneira possível conservando-o para um dia devolvê-lo ao seu verdadeiro dono.

Hoje é tempo de decisão, tempo de esperança, tempo de entrega, tempo de Graça, tempo de viver, tempo de morrer, tempo de renascer, tempo de cura, tempo de milagres, tempo de paz...

Qual é o seu tempo? Nascer? Morrer? Renascer? Qual é o seu tempo?

A Palavra de hoje é clara.Ela diz que o homem não conhece o seu tempo!Muitos de nós vivemos na correria do dia a dia sem perceber que o tempo está passando... Muitos vivem sonhando com o futuro e esquecem de viver o presente... Outros vivem lamentando o passado, lamentando o que lhes falta e esquecem de agradecer a Deus pelo que têm, agradecer por tudo o que Deus já nos deu. De nada adianta ao homem lamentar o passado ou idealizar o futuro se ele esquece e desperdiça o presente. Lembre-se que o futuro é a colheita daquilo que estamos plantando.

É por isso que Deus se preocupa com a nossa salvação, Ele em todos os tempos nos tem mostrado que só existem dois caminhos. A Bíblia nos relata através de exemplos que estes dois caminhos são completamente opostos. Ela nos fala de:

- Duas portas – uma estreita e outra larga;
- Luz e trevas;
- Deus e o diabo;
- Abel e Caim;
- Davi e Golias;
- ovelhas e bodes;
- Trigo e joio;
- Casa construída – na rocha e na areia;
- Selo de Deus e a marca da besta;
- Jerusalém e Babilônia;
- Céu e inferno;
- vida e morte;

Sim, Deus nos mostra dois caminhos. Qual destes caminhos é o nosso? Somente um deles é nosso. A Palavra Sagrada nos diz que não podemos servir a dois senhores.

Isto quer dizer que: Ou somos de Deus ou somos do diabo. Não existe meio termo, não existe ficar sobre o muro. Quem está sobre o muro não é de Deus. Estes que estão sobre o muro são pessoas que vivem andando (como se tivessem embriagados) pelos dois caminhos sem saberem o que querem e nem para onde vão.

Mas, como foi dito acima, hoje é o tempo, a hora é agora!

Deus nos fala: “o céu e a terra tomo hoje por testemunha contra vós, de que tenho proposto a vida e a morte, a benção e a maldição, escolhei pois a vida, para que vivas tu e a tua descendência”.

Observe que se escolhermos a vida teremos bênçãos (vitórias). Essa é uma promessa de Deus. E as promessas de Deus só se cumprem na vida daqueles que decidem obedecer.

O fato é que a maioria das pessoas escolheram vivem sem Deus e é por isso que podemos presenciar o caos a nossa volta. Se o amor de Deus reinasse nos corações de todos os homens não teríamos tanta tristeza, tanta miséria, tantas guerras, tantos homicídios e tantos suicídios. Eu tenho certeza que não foi isso que Deus sonhou para a humanidade.

Em todo o tempo imperou o pecado, a prostituição e a corrupção. Mas Ele está aqui agora, VIVO. Ele espera que cada um de nós venha confessar seus pecados, nossos erros,... Mas esse confessar vai além de meras palavras... Esse confessar deverá ser refletido em nosso dia a dia, em nossas atitudes, em nosso caráter.

"Se a água barrenta ficar quieta por muito tempo, o barro se depositará no fundo e a água se tornará clara e pode ser aproveitada. Da mesma forma se o barro de nossos pensamentos inquietos começarem a se depositar, o Poder de Deus começara a refletir-se como águas claras em nossa consciência".

Então não é tarde! Ainda há tempo! Porque Deus diz: todos aqueles que erraram, se desviaram ainda podem retornar (mas existe um prazo de validade) enquanto tiverem o fôlego de vida.

É verdade que nossas transgressões terá uma punição (pagaremos um preço por nossos erros), pois está escrito: “porque Deus corrige o que ama e açoita a qualquer que recebe por filho” (Hebreus 12:6).

Observe que Deus não corrige o mundo, pois sua correção é apenas para os filhos.

A falta de uma entrega total é que nos leva a desobediência e a desobediência nos leva a morte. O maior problema do homem é errar de coração, não tendo entendimento dos caminhos de Cristo.

Então:
Se você ainda não está nesta benção – ENTRE.
Se você está nesta benção – NÃO SAIA.
Se sair – PARE, PENSE e SE CONVERTA.

Amém.

Pregação realizada na
17ª IEQ de Cascavel – Pr.
Cascavel, 28.11.2010.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Pr. Gilberto Pratas: A nossa luta: O Combate da Fé

TEXTO BASE: II CORÍNTIOS 5:17

“Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo”. De acordo com este versículo as pessoas que aceitam a Jesus Cristo pela fé são feitos novas criaturas e passam a pertencer a Deus. A pessoa é renovada segundo a imagem de Deus e passa a compartilhar de sua Glória experimentando renovação tanto no conhecimento como no entendimento.

Estas palavras são bonitas, mas de nada valem se a pessoa não colocar em prática os ensinamentos de Jesus. É fácil intitular-se cristão, mais fácil ainda é participar de uma denominação, fácil é descer às águas e se batizar. Difícil é ser fiel e perseverar na Palavra de Deus todos os dias. Difícil sim. Impossível nunca.

Você deve estar indagando consigo mesmo o porquê destas palavras iniciais. Já falei muitas vezes que o nosso maior combate não é contra as hostes malignas e sim contra um inimigo muito mais perigoso – eu mesmo. O único combate que o homem deve engajar é o combate da fé, qualquer outra batalha que entrarmos estaremos entrando no lugar errado.

Como? Aprendemos que devemos lutar contra satanás e as potestades!. Eu digo que não. Jesus disse: Eu venci o mundo, o diabo, Ele pegou as chaves do inferno. Ele está sobre o comando de todas as coisas. E disse: resisti ao diabo e ele fugirá de vós.

Então essa luta não é nossa. Jesus já venceu por nós. Então qual é a nossa luta? Como já disse acima, a nossa luta é contra um inimigo perigoso, tão forte como nós mesmo, pois somos nós mesmos. A nossa luta é contra nós mesmos, nossa vontade, nossos pensamentos, desejos e fraquezas. A nossa luta é contra o descuido espiritual ou de viver em pecado deliberado ou de abandonar a fé e a vida do evangelho.

Deus falou que o homem erra por não conhecer as escrituras. Um dos maiores inimigos do cristão é a falta de conhecimento sobre seus direitos na redenção, pois eles não compreendem o que é o novo nascimento e quais os benefícios que proporciona ao cristão.

Para muitos aceitar Jesus e receber uma oração do pastor já é suficiente para ser salvo. Esquecem que nascer de novo não diz respeito ao exterior e sim ao homem interior. “Mesmo que o homem exterior se corrompa, o homem interior se renova de dia em dia” (2 Coríntios 4:16).

O homem deve conhecer a si mesmo e saber que não pode mudar sua natureza espiritual, mas, que Deus pode. Devemos tomar posse de 2 Coríntios 5:17. E para isso não basta ouvir a pregação sobre a salvação e novo nascimento, não basta saber que o Senhor nos ouve, pois mesmo os que nisto acreditam muitas vezes não recebem a cura e a libertação. É comum pessoas aconselharem outras dizendo: apenas entregue isso ao Senhor pois Ele sabe o que é melhor. Isso é verdade em parte. A palavra de Deus nos afirma que Ele nos deixou provisão para termos o melhor, depende então de nós receber ou não aquilo que Deus já providenciou.

Deus não tem um tempo determinado para te curar. Ele é o mesmo todos os dias. O problema não está com Deus. O problema está contigo, comigo. A nossa falta de conhecimento da Palavra de Deus é que obstrui nossa fé. Já falamos que a fé cresce com o conhecimento por ouvir da Palavra de Deus. Se nossa fé não está crescendo isto quer dizer que o nosso conhecimento da Palavra está estagnado.

Para tomar posse devemos nos manter firmes em nosso propósito: Sou nova criatura. Com isso o nosso homem interior se manifesta no exterior e por ele dominará a carne. O homem interior se manisfetará diante das pessoas que o cercam e estas sentirão a mudança acontecendo em você.

Lembre-se que o homem exterior não é um novo homem, ele não nasce de novo, o corpo não nasceu de novo, ele continua a desejar coisas erradas. Paulo nos deixa isso muito claro quando diz que “mas esmurro o meu corpo e o reduzo a escravidão, para que, tendo pregado a outros, não venha eu mesmo a ser desqualificado (I Coríntios 9:27). O nosso corpo deve ser reduzido a escravidão do homem interior. Não é Deus que fará isso. Ele nos dá livre arbítrio. Nós é que devemos fazer alguma coisa com o nosso corpo. Deus fará algo com nosso espírito. Ele torna o nosso espírito em nova criatura. Ele envia o Espírito Santo para dar poder a você.

Pessoas que levavam uma vida horrível antes de serem Salvos não crêem que o Senhor fará tudo por elas. Falta a essas pessoas o entendimento do novo nascimento e da nova criatura. Quando o pecador vem a Jesus, seus pecados são perdoados, seus pecados são apagados, tudo o que ele era antes de nascer de novo foram apagado. Ele recebe a remissão dos pecados. Pedro nos disse: Desejai ardentemente, como crianças recém-nascidas, o genuíno leite espiritual, para que por ele vos seja dado o crescimento para salvação” (I Pedro 2:2). Observe que existe uma comparação, semelhança entre o crescimento espiritual e o crescimento físico. Ninguém nasce como adulto, nascemos como bebes, crescemos fortes e sadios quando somos bem alimentados. Ao nascer de novo, somos para Deus como bebes, não temos pecado, não temos passado. O nosso passado Deus já não se lembra mais. “Eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim, e dos teus pecados não me lembro” (Isaias 43:25). Se Deus não se lembra dos teus pecados porque você teria de se lembrar. Recordar desses pecados irá obstruir sua fé.

Deus pode perdoar sempre: “Se confessarmos os nossos pecados Ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça”. (I João 1:9). Para receber essa graça, o perdão de nossos pecados, basta entendermos essas palavras, a fé torna-se visível e passamos a compreender que:

Somos nova criatura.

Nascemos de novo.

Fomos lavados pelo Sangue de Jesus.

Não é o que eu faço que me deixa pronto,

mas sim o que Deus fez em mim.

Muitas vezes nos deixamos levar por qualquer vento de doutrina (do homem) que nada tem a ver com Deus. Por isso dependemos da misericórdia de Deus, pois todos somos assim. Isto não é privilegio de nossa época. Aconteceu em todas as épocas da história da humanidade: os judeus queriam que os gentios fossem circuncidados; grupos religiosos querem que o Cristão seja batizado apenas no nome de Jesus; outros acreditam que você somente será salvo se pertencer apenas a determinada denominação. Todas essas coisas não são doutrinas bíblicas e sim doutrinas humanas que o homem tenta impor ao seu semelhante.
Não permita que doutrinas humanas impeçam você de receber as bênçãos que Deus tem reservada para você. Então:

Caminhe de acordo com a Palavra de Deus.

Alimente sua fé na Palavra de Deus.

Verás a sua fé crescer.

“A fé vem pela pregação e a pregação pela Palavra de Deus” (Romanos 10:17). Se Deus apagou as nossas transgressões é dessa maneira que devemos enxergar. Nós olhamos as coisas do ponto de vista natural, Deus olha sobre o ponto de vista espiritual. Aos olhos de Deus os pecados espirituais são piores do que os pecados físicos. Nós vemos apenas os pecados físicos, Deus vê os pecados espirituais. Isto acontece porque os pecados espirituais são escondidos em nosso interior. Muitas vezes nós ficamos horrorizados com pecados físicos praticados por alguém, mas aos olhos de Deus elas podem esconder no seu interior pecados piores do que estes vistos por nós. Samuel 15:23 nos diz que a rebelião é como pecado de feitiçaria. E, muitas vezes tornamo-nos rebeldes diante de Deus e com isso somos para Ele vil e sujo. Nós não podemos ver a rebelião contida, mas Deus pode.

Por isso Cristo nos fala em Mateus 23:27 “Ai de vós escribas e fariseus, hipócritas! Pois que sóis semelhantes aos sepulcros caiados, que por fora realmente parecem formosos, mas interiormente estão cheios de ossos de morte e de toda imundícia”

A Bíblia diz: não julgueis para não ser julgado. Nós não somos capazes de julgar corretamente, pois só conseguimos enxergar o exterior.

A fé pode ser comparada com uma nota de cem reais. Todos sabem que ela existe. Porém, uma nota de cem reais só trará benefícios para mim quando eu possuir uma. Da mesma forma é a fé, ela só me trará benefícios quando eu me apropriar dela e colocar ela a trabalhar em meu favor.

Deus nos proporcionou o novo nascimento por meio de Jesus, quando o aceitamos, concordamos com a sua Palavra. Este é o caminho para que essas verdades se tornem reais para nós. “O homem crê com o coração e confessa com a boca para receber a benção de Deus” (Romanos 10:9-10). Se você receber uma cura agora, na verdade você não foi curado hoje. Deus depositou sobre Cristo a mais de dois mil anos as enfermidades. Isto quer dizer que você já estava curado e somente hoje é que tomastes posse da cura. Em Mateus 8:17 e I Pedro 2:24 não existe uma promessa de cura e sim um fato consumado: Fostes curado. Por não conhecermos e não tomarmos posse da Palavra é que muitas pessoas não são curadas. Cristo nos resgatou da maldição (Gálatas 3:13).

PREGAÇÃO FEITA NA
IGREJA FONTE DE ÁGUA VIVA

Pastor Gilberto Pratas: Uma Questão de Obediência

TEXTO BASE: II CORÍNTIOS 10:5-6

Paulo ao escrever para Timóteo em sua primeira epistola aconselha o seu colaborador que: Milita a boa milícia da fé, toma posse da vida eterna, para a qual também fostes chamado, tendo já feito boa confissão diante de muitas testemunhas (I Timóteo 6:12). Este versículo nos fala que devemos agonizar (guerrear) a boa milícia, tomando posse da vida eterna que é o propósito de Deus para o homem: viver eternamente em adoração diante Dele.

Muitos pensam que a vida cristã é um mar de rosas e uma vez convertido não haverá mais preocupações, dissabores, angustias e privações. Porém, não é isso que a Bíblia nos ensina, Cristo nos falou que no mundo teremos aflições, mas que devemos ter bom ânimo porque Ele venceu o mundo. Essas palavras ditas por Jesus Cristo reflete muito bem a guerra que o cristão terá enquanto estiver aqui nesta terra. A permanência do homem convertido na terra será cercada sempre de uma luta intensa que requer permanecer leal a Cristo e enfrentar as adversidades e os inimigos do evangelho com serenidade, ocupando a posição que Deus nos colocou como soldados.

A guerra do cristão contra o mal inclui o alinhamento de todos os nossos pensamentos com a vontade de Cristo. Os nossos pensamentos devem ser coerentes com a vontade de Cristo, pois pensamentos contrários a santidade de Cristo nos levará ao pecado e a morte espiritual. Para isso o cristão recebe uma medida de fé necessária e suficiente para realizar sua tarefa e se não o faz é porque lhe falta conhecimento. De nada adianta orar pedido para Deus lhe dar fé, pois a fé não vem através da oração e sim do alimento da palavra de Deus.

Deus conhece todos os nossos pensamentos. Somos responsáveis diante de Deus pelos nossos pensamentos da mesma forma que somos responsáveis por nossas palavras e ações. Nossa mente é um campo de batalha. Muitos dos nossos pensamentos provém de nós mesmos, e outros provém do inimigo.

Paulo nos alerta que devemos destruir os conselhos e toda altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus e levar cativo todo entendimento à obediência de Cristo. Procedendo desta forma, concentrando nossa mente nas coisas celestiais, deixando de lado as terrestres, estaremos participando de uma batalha espiritual com duas frentes distintas: a) a natureza pecaminosa humana que consiste em uma batalha contra o eu; b) contra as forças do mal (satânicas).

Em qualquer uma destas situações devemos resistir e rejeitá-las em o Nome do Senhor Jesus Cristo. Resistindo, iremos permitir que a paz de Deus reine em nosso coração. Lembrando que Cristo já nos fez vencedores pelo seu sangue derramado no Calvário. Ele nos deu a vitória contra o diabo, contra as tentações, e contra o pecado. Essa vitória já é nossa e com o nosso testemunho dizemos um NÃO persistente aos nossos inimigos.

Devemos firmar os nossos pensamentos em Cristo pois estamos na esfera da vida e da paz, isto é, na esfera de Cristo. Se nossos pensamentos forem firmados nas coisas terrenas passamos a viver na esfera da carne que é morte. A nossa mente deve ser cheia da Palavra de Deus que é verdadeiro, justo e de boa fama. A falta de conhecimento é o maior obstáculo que o cristão encontra em sua caminhada, é um obstáculo para o crescimento de nossa fé, é um obstáculo para compreendermos o que significa ser uma nova criatura.

Devemos ter cuidado com aquilo que nossos olhos vêem e os nossos ouvidos ouvem, pois nossos olhos e ouvidos são instrumentos de concupiscência quando permitimos usá-los para coisas que desagradam a Deus. Os ouvidos provam as palavras assim como o paladar prova a comida. O que é direito devemos escolher para nós e conhecermos o que é bom e justo. Os olhos de Deus estão sobre os caminhos de cada um e Ele vê todos os nossos passos. Jamais devemos nos comparar com os padrões contemporâneos ou com a vida de pessoas à nossa volta, mesmo que elas sejam aos nossos olhos uma “benção”. Esses padrões não nos levam a lugar algum. O único padrão pelo qual nos devemos medir é o padrão revelado em Cristo.

Cristo nos revela que devemos nos desviar daqueles que promovem dissensões e escândalos contra a doutrina que aprendemos e nos alerta para sermos sábios no bem e simples no mal. Este princípio bíblico nos ensina que não devemos nos contaminar com o mal deste mundo. O conhecimento do mal e o convívio com ele nos desviará do caminho da fé e da obediência. (observem os exemplos dados pela mulher de Ló e por Salomão). As más conversões corrompem os bons costumes (1 Co 15:33).

Cristo humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até a morte. Ele deixou de lado a sua Glória, posição, riqueza, direitos e privilégios divinos. Ele aceitou o sofrimento, a incompreensão, os maus tratos, o ódio e até mesmo a morte de maldição na cruz para beneficio de nós. Essa mesma humildade de Cristo deve existir nos seus seguidores, aqueles que foram chamados para viver com sacrifícios e renúncias, cuidando dos outros e fazendo-lhes o bem. Cristo nos ensinou que devemos amamos uns aos outros como Ele nos amou. E para cumprirmos essa ordem os nossos passos não podem se desviar do Seu caminho e o nosso coração não pode seguir os nossos olhos e as nossa mãos não se apegarem a alguma coisa. Nos desviamos do caminho de Jesus quando andamos em vaidade e nossos pés se apressam para o engano. Quando o nosso coração se deixar seduzir por coisas profanas e passarmos a rondar a porta do próximo, desprezando os direitos alheios, retendo coisas que não nos pertencem ou deixando de cumprir com obrigações e não compartilharmos de misericórdia.

Se Cristo se humilhou sendo Deus, porque então nós simples mortais não podemos nos humilhar? Ser humilde é sinônimo de obediência, é ter consciência de nossas fraquezas e atribuir a Deus os créditos por tudo que realizamos. Ser humilde é reconhecer que somos simples criaturas e dependemos de Deus em tudo e nada podemos realizar por nós mesmos.

Deus resiste aos soberbos. Ser soberbo é confiar em demasia em nós próprios, é ser levado por uma auto estima julgando-se superior aos nossos semelhantes. Isto desagrada a Deus e nos afasta Dele e da salvação eterna. A salvação não depende de meros esforços humanos, mas sim da graça de Deus que nos é outorgada através do Espírito Santo.

A obediência é a chave para conhecermos a Deus. Ele fez de Abrão um modelo de obediência que procede da fé. Esse exemplo deve ser seguido por nós. Sermos exemplo de fé e de obediência nos levará a participar das promessas de Deus. Essa obediência não pode ser realizada com astúcia e trapaça, mesmo que nossa intenção seja a melhor possível. Deus é justo e piedoso mas não tolera o pecado (veja os exemplos de Rebeca, Jacó, Isaque que usaram de artimanhas para alcançar vitórias e sofreram as conseqüências por seus atos).

Deus nos fala que nos porá por cabeça e não por cauda e que estaremos em cima e não em baixo (Deuteronômio 28:13) se obedecermos aos seus mandamentos. A desobediência nos afasta de Deus, trazendo dores e angústias (O povo Judeu peregrinou quarenta anos no deserto por causa de sua desobediência).

“Obedecer é melhor do que o sacrifício, e atender é melhor do que as gorduras de carneiros. A rebelião é como o pecado de feitiçaria” (Samuel 15:22-23).

É impossível uma obediência sincera e verdadeira se Cristo não é o Senhor e Salvador de nossa vida. A fé que deixa de amar e obedecer a Cristo verdadeiramente também permite que não resistamos ao pecado e ao mundo.

Cristo aprendeu pela experiência. O sofrimento é o preço que com freqüência se paga pela obediência a Deus quem vive num mundo corrupto. Vamos então aprender com Cristo.

PREGAÇÃO FEITA NA
IGREJA FONTE DE ÁGUA VIVA
CASCAVEL - 14.11.1999

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Pastor Gilberto Pratas: Trazer a Memória aquilo que nos da Esperança

TEXTO BASE: LAMENTAÇÕES 3:21

O ser humano é capaz de fazer coisas incríveis. As pessoas conseguem dar significado a coisas que aparentemente não se parecem com nada, nem serviriam para nada. A imaginação do ser humano tem uma capacidade poderosa. Essa imaginação nos torna semelhante a Deus. Mas... na maioria das vezes nossa imaginação não tem sabedoria e se torna um professor cruel.

O homem foi criado por Deus para viver no presente. Embora o homem passe muito de seu tempo no presente, ele passa parte dele no passado e grande parte do tempo tentando adivinhar o futuro.

Eu vos digo que Deus vive conosco no presente, agora. Ele não vive conosco no passado e nem no futuro (pois o futuro somente a Ele pertence). Ele quer que vivamos no presente, este momento, sem ter nenhuma raiz de amargura do passado, embora muita coisa pode ser lembrada e aprendida ao se olhar para trás. Se olharmos atentamente para o futuro veremos que nossa imaginação é quase sempre cercada de medos e insegurança e raramente podemos visualizar Deus, pois quase sempre Ele está ausente.

O futuro normalmente nos causa medo, pois é algo que não está sob nosso controle, e é, impossível ter poder sobre o futuro, porque ele não é real. Sim o futuro não é real.

É notório no homem uma grande oscilação, a maioria de nós tem vivido nesta grande oscilação: num momento perdemos a fé na vida, perdemos a doçura de esperar, nos tornamos “duros”, as desgraças tornam-se como algo normal e perdemos a noção do espiritual, de algo melhor para além daqui. Nossa mente nos empurra para feridas (muitas vezes não cicatrizadas) do passado, deixamos de viver o presente (com Deus) para nos tornar-mos insensíveis e profetas de desgraças de um passado. Em outro momento vivemos a euforia de grandes conquistas e nestas oscilações da vida o homem procura realizar-se pelos seus feitos esquecendo-se de que a realização humana só terá frutos verdadeiros através de relacionamentos de amor e respeito.

A passagem de hoje nos mostra um Jeremias que passou por tais oscilações: a maior parte de sua vida mostra um homem aflito, esmagado, humilhado, oprimido, cansado e sem esperanças. Mas... de repente, ele acordou para a vida, acordou para o presente, ele conseguiu vislumbrar no meio de toda tribulação que sua prisão não o podia conter. Percebeu que esse estado de desgraça, voltava-se contra si mesmo, e então sacode a poeira, olha para frente e promete a si mesmo: Não! Não permitirei que a minha mente seja um deposito de más recordações. Não permitirei que a minha mente seja um poço das amarguras. Não vou permitir ser prisioneiro de demônios. Não a minha memória não será de dores, não permitirei que minha memória torne em realidade o mal, pois sou livre, tenho liberdade no Deus que eu sirvo, então não viverei dominado por medos. Eu quero trazer à memória o que me pode dar esperança.

Irmãos é isso que Deus quer de nós. Temos de exercitar nossa memória para coisas boas, coisas que nos dê esperança. Deixe de lembrar das coisas trágicas ou de um passado humilhante, não sofra duas vezes, deixe de pensar em amarguras e volte sua mente para aquilo que pode te dar esperança.

Deus não quer escravo. Ele quer irmãos e irmãs que compartilhem suas vidas com Ele. Deus é misericordioso e as suas misericórdias não têm fim. Deus perdoa nossos pecados e somos justificados pela fé, e temos paz com Deus por Nosso Senhor Jesus Cristo e então poderemos nos gloriar na esperança da Glória de Deus.

Lembre-se que você é único para Deus; que Sua Bondade é ilimitada; que Ele tem promessas para você e estas promessas são reais. Lembre-se ainda que Deus não é homem para mentir e tudo que Ele prometeu vai se cumprir. Traga a sua memória todas as promessas que Deus falou para o seu povo, cumpra o que está escrito em Isaias 43:26:

Aviva-me a memória, e juntos entremos em juízo:
apresenta a tua causa, para que sejas justificado.

Traga a sua memória o Poder de Deus, mencione os feitos de Deus através das gerações. Lembre-se que o seu poder é infinitamente grande para fazer tudo quanto pedimos.

Traga a sua memória que Deus é bom e tudo o que Ele faz é bom. Lembre-se que é Ele que ensina os nossos caminhos, nos guia, é a nossa fortaleza, nosso refúgio e nossa esperança, e que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus.

Lançando sobre Ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós. (Mateus 6:25-32)

Por mais difícil que seja as circunstancias, lembre-se que o Senhor esta no controle de todas as coisas. Ele nunca o abandonará. O mesmo Deus que operou poderosamente no passado, haverá de agir agora, tirando você do cativeiro em que se encontra (a sua Babilônia). Você pode até estar passando por uma disciplina ou Juízo divino, mas ao final Deus o tirará do cativeiro. A fidelidade de Deus é incontestável. Deus jamais falhará, suas promessas são seguras, nunca falharam e não será com você que Deus irá falhar. Traga a sua memória a Fidelidade divina, pois tudo o que Ele prometeu será cumprido.

Hoje temos a oportunidade de fazer com que a misericórdia e a fidelidade de Deus nos alcance pelo simples fato de perceber que não somos nada sem Deus. Pois Deus é fiel. Sim, Ele é fiel mesmo! Portanto, traga em sua memória tudo o que vai gerar fé esperança em sua vida.

Pregação feita na
Igreja Evangélica Fonte de Água Viva.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Pastor Gilberto Pratas: Deus trabalha para os que Nele esperam!

TEXTO BASE: ISAIAS 64:4

"Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu Deus além de ti, que trabalha para aquele que nele espera". (Is 64.4)

Nesta passagem Isaias nos apresenta um Deus fiel, justo, misericordioso, zeloso, benigno, um Deus santo. Ele revela que não existe no universo todo, Deus tão soberano e majestoso como o nosso Deus, o Senhor dos Exércitos. E ele ainda nos diz que este Deus tão majestoso trabalha para aqueles que n’Ele esperam!

Eu não sei o que você tem buscado, mas lhe digo que se você tem colocado seus propósitos em oração diante do Deus Altíssimo e espera por um milagre então não se desespere, não desista jamais, pois eu profetizo hoje, como profeta da Palavra de Deus que o seu milagre chegou. Ainda que para você possa parecer que Deus lhe esqueceu, que os céus estão fechados, lembre-se Deus está trabalhando a teu favor, Deus continua te ouvindo, e o seu milagre chegara hoje.

Está é a Palavra que o profeta nos revela que Deus trabalha para aqueles que n’Ele espera. Nosso Deus opera enquanto não vemos, Ele age e ninguém pode impedi-lo, Ele realiza o impossível. Pois Ele é o nosso Deus, Eterno, infalível, único, incomparável.

Há uma grande verdade por trás desta Palavra: Esse Deus tremendo prova a nossa fé e isso fica claro quando fala que Deus trabalha para os que n’Ele espera. Essa é a prova de nossa fé. Ele prova nossa fé e nos capacita para o ministério que Ele tem para as nossas vidas.

Isaias quer que entendamos que um Deus que é fiel, um Deus que é justo, um Deus que é misericordioso, um Deus que é zeloso, um Deus benigno, um Deus santo, um Deus único e verdadeiro, que igual a Ele não existe outro em todo universo, na terra, nos mares, no ar Ele é único, poderoso, majestoso e no entanto trabalha em nosso favor. Isso mesmo Ele trabalha para aqueles que n’Ele espera.

Geralmente o ser humano não gosta de esperar. Mas a Palavra de hoje nos lembra que Deus realmente trabalha para quem nele espera. Isto quer dizer que Deus opera enquanto não vemos, Ele age sem que ninguém o impeça, Ele realiza o impossível sem que nós possamos entendê-lo. Esse é o nosso Deus, um Deus infalível que preserva e dirige este mundo para que seus objetivos sejam cumpridos.

Essa Palavra quer nos ensinar que nada existe por acaso, não existe sorte, existe um Deus com os seus propósitos eternos. Sim Deus tem propósitos e Ele fará tudo para que sejam cumpridos. O fim de todas as coisas é “louvor da sua gloria.”

O que seria do mundo se Deus não tivesse propósitos?

Esta mensagem traz refrigério para todos que estão carregando neste momento um cruz pesada, que tem dificuldade para caminhar, pois o Espírito Santo revela que Deus não esta de folga e muito menos se esqueceu dos que tem esperado n’Ele. Se você se enquadra entre estes e vos digo que Deus está trabalhando em silêncio e quando você menos esperar será derramado sobre ti bênçãos indescritíveis.

Mas lembre-se que Deus quer o melhor para você e muitas vezes o melhor de Deus não é aquilo que esperamos. Mas, com toda certeza o tempo lhe dirá que o que Deus tem para você hoje é o melhor para sua vida.

Não murmure diante das circunstâncias, pois Cristo nos disse: No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, pois eu venci o mundo (João 16:33). Isto quer dizer que podemos passar por aflições que são geradas por problemas (de qualquer natureza). A Bíblia é clara e jamais falou que Deus nos livraria dos problemas e aflições, antes porém, ela nos informa que Deus nos guardará nos problemas e aflições. Ele venceu o mundo e nós também venceremos pois Ele nos guardará nas tribulações porque Ele trabalha para aqueles que n’Ele espera.

Essa deve ser a nossa esperança: Deus vela por nós. Veja o exemplo de Jô: perdeu seus filhos, sua fortuna, sua saúde, mas em nenhum momento ele perdeu a sua fé, pois a sua esperança estava em Deus:

“Eu sei que o meu redentor vive, e por fim se levantará sobre a terra”. (Jó 19:25)

Esperar em Deus é ter a certeza que estamos sendo ouvidos, é acreditar que Deus está trabalhando por nós.

Você pode ter certeza que Deus fará o impossível para que você tenha o melhor. E para que você receba em suas mãos o melhor não usará de todas as suas prerrogativas.

Lembro-me neste momento de uma história que li certa vez na Internet que dizia:

Uma senhora muito pobre telefonou para um programa evangélico de rádio pedindo ajuda. Um bruxo, que ouvia o programa, resolveu pregar-lhe uma peça e telefonou para a rádio e obteve seu endereço. Chamou seus secretários e ordenou-lhes que fizesse uma grande compra e levassem para a mulher, com a seguinte orientação:

Quando ela perguntar quem a estava presenteando, eles deveriam responder: o diabo.

Eles foram e a mulher os recebeu com alegria e foi logo guardando os alimentos na sua prateleira, mas não perguntou quem lhe havia enviando.

Os secretários do bruxo, sem saber o que deveriam fazer, provocaram a pergunta:

- A senhora não quer saber quem lhe enviou estas coisas?

A mulher, na maior simplicidade da sua fé, respondeu:

- Não, meu filho. Não é preciso. Quando Deus manda, ate o diabo obedece!

Deus é aquele que trabalha para aqueles que nele espera...

Ele é o mesmo, ontem, hoje e eternamente.

A nossa fé move a mão de Deus....

Portanto irmão, não desista de seu sonho! Busque a bênção de Deus, se esforce, porém deixe Deus fazer a parte Dele. Não adianta você querer fazer aquilo que compete a Deus.

Pregação feita na
Igreja Evangélica Fonte de Água Viva.
Cascavel, 12.10.2005

OI, JESUS, EU SOU O ZÉ...

Oi Jesus, Eu Sou O Zé!!!

Cada dia, ao meio-dia, um pobre velho entrava na igreja e, poucos minutos depois, saía.

Um dia, intrigado com as visitas diárias, o sacristão lhe perguntou o que fazia ali, todos os dias.

Venho rezar, respondeu o velho.

Mas é estranho, disse o sacristão,que você consiga rezar tão depressa.

Bem, retrucou o velho, eu não sei rezar aquelas orações compridas. Mas, todo dia, ao meio-dia, eu entro na igreja e falo:

" Oi Jesus, sou o Zé, vim te visitar "

Num minuto, já estou de saída. É só uma oraçãozinha, mas tenho certeza que ELE me ouve.

Alguns dias depois, o Zé sofreu um acidente e foi internado num hospital e, na enfermaria, passou a exercer uma influência sobre todos!

Os doentes mais tristes tornaram-se alegres e muitas risadas passaram a ser ouvidas.

Zé, disse-lhe um dia a Irmã, os outros doentes dizem que você está sempre alegre...

É verdade. Estou sempre tão alegre!!!

É por causa daquela visita que recebo todo dia. Faz-me feliz!!!

A Irmã ficou atônita, já tinha notado que a cadeira encostada na cama do Zé estava sempre vazia.

O Zé era um solitário, sem ninguém... Quem o visita? A que horas? Pergunta a Irmã.

Todos os dias, respondeu, com um brilho nos olhos; Todos os dias, ao meio dia, ELE vem ficar ao pé da cama. Quando olho para ELE, sorri e me diz:

*Oi Zé, Eu Sou Jesus,Vim te visitar!*

O Jovem e a Estrela do Mar

Um homem sábio fazia um passeio pela praia, ao alvorecer. Ao longe, avistou um rapaz que parecia dançar ao longo das ondas. Ao se aproximar, percebeu que ele pegava estrelas do mar na areia e as atirava suavemente de volta à água. Então o homem sábio perguntou:

- O que está fazendo?

- O sol está subindo e a maré baixando; se eu não as devolver ao mar, irão morrer.

- Mas, meu caro jovem, há quilômetros de praias cobertas de estrelas do mar... Você não vai conseguir fazer qualquer diferença.

O jovem curvou-se, pegou mais uma estrela do mar e atirou-a de volta à água, além da arrebentação das ondas e retrucou:

"FAZ DIFERENÇA PARA ESSA AÍ!"

"Todos somos dotados de capacidade para fazer diferença.
Cada um de nós pode moldar seu próprio futuro.
Visão sem ação não passa de intenção.
Ação sem visão é só um passa tempo.
Visão com ação pode mudar o mundo."

FÉ: A história de um alpinista


Esta é a história de um alpinista que sempre buscava superar mais e mais desafios. Ele resolveu depois de muitos anos de preparação, escalar o Aconcágua. Mas ele queria a glória somente para ele, e resolveu escalar sozinho sem nenhum companheiro, o que seria natural no caso de uma escalada dessa dificuldade.

Ele começou a subir e foi ficando cada vez mais tarde, porém ele não havia se preparado para acampar, resolveu seguir a escalada decidido a atingir o topo.

Escureceu, e a noite caiu como um breu nas alturas da montanha, e não era possível mais enxergar um palmo à frente do nariz, não se via absolutamente nada. Tudo era escuridão, zero de visibilidade, não havia lua, e as estrelas estavam cobertas pelas nuvens.

Subindo por uma "parede" a apenas 100m do topo ele escorregou e caiu...

Caía a uma velocidade vertiginosa, somente conseguia ver as manchas que passavam cada vez mais rápidas na mesma escuridão, e sentia a terrível sensação de ser sugado pela força da gravidade. Ele continuava caindo... e nesses angustiantes momentos, passaram por sua mente todos os momentos felizes e tristes que ele já havia vivido em sua vida... De repente ele sentiu um puxão forte que quase o partiu pela metade...

Como todo alpinista experimentado, havia cravado estacas de segurança com grampos a uma corda comprida que fixou em sua cintura.

Nesses momentos de silêncio, suspendido pelos ares na completa escuridão, não sobrou para ele nada além do que gritar:

- O MEU DEUS ME AJUDE!!!

De repente uma voz grave e profunda vinda do céu respondeu:

- QUE VOCÊ QUER DE MIM MEU FILHO?
- Me salve meu Deus por favor!!!
- VOCÊ REALMENTE ACREDITA QUE EU POSSA TE SALVAR?

- Eu tenho certeza meu Deus!!!
- ENTÃO CORTE A CORDA QUE TE MANTÉM PENDURADO...

Houve um momento de silêncio e reflexão. O homem se agarrou mais ainda à corda e refletiu que se fizesse isso morreria...

Conta o pessoal de resgate que no outro dia encontrou um alpinista congelado... morto... agarrado com força... com as suas duas mãos a uma corda...

...A TÃO SOMENTE DOIS METROS DO CHÃO...

A vaquinha


Um Mestre da sabedoria passeava por uma floresta com seu fiel discípulo quando avistou ao longe um sítio de aparência pobre e resolveu fazer uma breve visita...

Durante o percurso ele falou ao aprendiz sobre a importância das visitas e as oportunidades de aprendizado que temos, também com as pessoas que mal conhecemos.

Chegando as sítio constatou a pobreza do lugar, sem calçamento, casa de madeira, os moradores, um casal e três filhos, vestidos com roupas rasgadas e sujas... então se aproximou do senhor aparentemente o pai daquela família e perguntou:

- Neste lugar não há sinais de pontos de comércio e de trabalho; como o senhor e a sua família sobrevivem aqui?

E o senhor calmamente respondeu:

- Meu amigo, nós temos uma vaquinha que nos dá vários litros de leite todos os dias. Uma parte desse produto nós vendemos ou trocamos na cidade vizinha por outros gêneros de alimentos e a outra parte nós produzimos queijo, coalhada, etc...; para o nosso consumo e assim vamos sobrevivendo.

O sábio agradeceu a informação, contemplou o lugar por uns momentos, depois se despediu e foi embora. No meio do caminho, voltou ao seu fiel discípulo e ordenou:

- Aprendiz, pegue a vaquinha, leve-a ao precipício ali na frente e empurre-a, jogue-a lá em baixo.

O jovem arregalou os olhos espantado e questionou o mestre sobre o fato da vaquinha ser o único meio de sobrevivência daquela família, mas, como percebeu o silêncio absoluto do seu mestre, foi cumprir a ordem.

Empurrou a vaquinha morro abaixo e a viu morrer. Aquela cena ficou marcada na memória daquele jovem durante alguns anos e um belo dia ele resolveu largar tudo o que havia aprendido e voltar naquele mesmo lugar e contar tudo aquela família, pedir perdão e ajudá-los.

Assim fez, e quando se aproximava do local avistou um sítio muito bonito, com arvores floridas, todo murado, com carro na garagem e algumas crianças brincando no jardim. Ficou triste e desesperado imaginando que aquela humilde família tivera que vender o sítio para sobreviver, "apertou" o passo e chegando lá, logo foi recebido por um caseiro muito simpático e perguntou sobre a família que ali morava há uns quatro anos e o caseiro respondeu:

- Continuam morando aqui.

Espantado ele entrou correndo na casa; e viu que era mesmo a família que visitara antes com o mestre. Elogiou o local e perguntou ao senhor (o dono da vaquinha):

- Como o senhor melhorou este sítio e está muito bem de vida???

E o senhor entusiasmado, respondeu:

- Nós tínhamos uma vaquinha que caiu no precipício e morreu, daí em diante tivemos que fazer outras coisas e desenvolver habilidades que nem sabíamos que tínhamos, assim alcançamos o sucesso que seus olhos vislumbram agora ...

Ponto de reflexão:

Todos nós temos uma vaquinha que nos dá alguma coisa básica para sobrevivência e uma convivência com a rotina. Descubra qual é a sua.

Os Pregos e a Paciência

Os Pregos e a Paciência

Havia um garotinho que tinha mau gênio. Seu pai lhe deu um saco cheio de pregos e lhe disse que cada vez que perdesse a paciência que batesse um prego na cerca dos fundos da casa. No primeiro dia o garoto havia pregado 37 pregos na cerca. Porém, gradativamente o número foi decrescendo. O garotinho descobriu que era mais fácil controlar seu gênio do que pregar pregos na cerca.

Finalmente chegou o dia, no qual o garoto não perdeu mais o controle sobre o seu gênio. Ele contou isto a seu pai, que lhe sugeriu que tirasse um prego da cerca por cada dia que ele fosse capaz de controlar seu gênio. Os dias foram passando até que finalmente o garoto pode contar a seu pai que não haviam mais pregos a serem retirados.

O pai pegou o garoto pela mão e o levou até a cerca.

Ele disse :

- Você fez bem garoto, mas dê uma olhada na cerca. A cerca nunca mais será a mesma. Quando você diz coisas irado, elas deixam uma cicatriz como esta.

Você pode esfaquear um homem e retirar a faca em seguida, e não importando quantas vezes você diga que sente muito, a ferida continuará ali. Uma ferida verbal é tão má quanto uma física. Amigos são uma jóia rara realmente. Eles te fazem sorrir e o encorajam a ter sucesso. Eles sempre te ouvem, tem uma palavra de apoio e sempre querem abrir seu coração para você. Mantenha isto em mente antes de se irar contra alguém.


Extraído do livro:
“Histórias Interessantes” de Assis Almeida.

Pastor Gilberto Pratas: Tudo o que o Homem semear também colherá.


Queridos Irmãos, hoje quero meditar com vocês sobre esse assunto:

Não erreis: Deus não se deixa escarnecer;
porque TUDO QUE O HOMEM SEMEAR, ISSO TAMBÉM CEIFARÁ.

Vamos falar sobre semeadura. O que é semear?

Semear é introduzir sementes no solo, com a intenção de que brotem. Um agricultor pode escolher a semente para o plantio, porém uma vez semeada a semente, ele não terá a opção da colheita. Bem ou mal, ele irá colher, aquilo que plantou.

Assim também é na nossa vida. Muitos querem fazer o que lhes dá na cabeça, no entanto se esquecem que existem conseqüências em tudo o que fazemos, ou deixamos de fazer. Semeaduras diferentes e em terrenos diferentes produzem frutos diferentes.

Observe que não adianta prepararmos o campo, arar a terra, jogar fertilizante, regá-la, se não lançarmos as sementes. Para que haja colheita é necessária que a semente tenha sido lançada a terra.

Para colher é necessário semear.

A Palavra de Deus é clara e nos alerta: aquilo que o homem semear, isto também colherá. Deus está nos dizendo que você vai colher aquilo que semeou. O que você está semeando? Você realmente está semeando? Tem muita gente que nada semeia e fica esperando a colheita.

Deus estabeleceu a Lei da Semeadura. Se semearmos coisas boas, ceifaremos coisas boas; mas se semearmos coisas más, ceifaremos coisas más. Pode demorar algum tempo, mas a lei da semeadura de Deus é certa.

Deus é fiel a sua Palavra. Muitas vezes achamos que a colheita não irá acontecer, porém vos digo que Deus jamais faltará com a sua Palavra e a colheita de coisas boas virá em sua vida.

Temos que semear aquilo que queremos colher!

...Meus irmão, acaso pode uma figueira produzir azeitonas,
ou uma videira produzir figos? Tiago 3:12

Nós é quem determinamos a espécie de nossa semente. As sementes apontam para aquilo que somos. E o que somos o somos por causa de Cristo Jesus. O que você é? És feliz, és próspero?, és responsável? O que você é? Somente o é por que Deus o tem capacitado para isso, tudo o que temos, tudo o que somos, temos e somos por causa do Senhor Nosso Deus. Deus tem trazido recursos para as nossa mãos. Tudo é fruto de nossa semeadura, pois não existe colheita sem semeadura.

Você colherá da mesma espécie da semente que plantou! Então temos que plantar somente aquilo que queremos colher! Você jamais colherá algo que não plantou. Plantando uma espécie colherá o fruto da mesma espécie. Ninguém pode colher laranjas de um pé de amora. Se você quer colher laranjas tem de plantar uma laranjeira. Se você quer colher bênçãos deve plantar bênçãos (seja um abençoador e as bênçãos serão frutos de tua semeadura), se você quer colher prosperidade então plante seus dízimos e ofertas e como já dissemos Deus é fiel para com aquele que semeia.

Lembre-se a sua vida é um tempo de semeadura: plante hoje aquilo que você quer colher amanhã.

Se você semeia para a sua carne, colherá destruição mas quem semeia para o Espírito, do Espírito colherá a vida eterna (Gálatas 6;8).

Seis coisas o SENHOR aborrece, e a sétima a sua alma abomina: olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, coração que trama projetos iníquos, pés que se apressam a correr para o mal, testemunha falsa que profere mentiras e o que semeia contendas entre irmãos” (Pv. 6: 17-19); “O que semeia a injustiça segará males” (Pv. 22:8); “Porque semeiam ventos e colherão tormentas” (Os. 8:7).

Sempre colhemos mais do que semeamos.

A Palavra de Deus é clara a esse respeito: aquele que semeia pouco, também colherá pouco, e aquele que semeia com fartura, também colherá com fartura”. II Coríntios 9.6.

Colhemos se tivermos paciência para esperar o tempo próprio. As dificuldades, os desapontamentos, o medo, as circunstâncias contrárias não devem destruir nossa fé, esperança, amor e zelo em semear. Precisamos continuar semeando, mesmo em meio a lágrimas.

Semeie amor, alegria, paz, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Semeie as boas novas do evangelho. Semeie seus dízimos e ofertas. Semeie sempre com amor o bem que você colherá com abundância. Semeie sempre com generosidade sementes que irão produzir bons frutos em sua família, em seu trabalho, na sua comunidade e também na sua Igreja.

Tudo o que fazemos é considerado uma semeadura. Qualquer ato consumado que fizermos aqui, será uma verdadeira plantação. Seja para o bem ou para o mal, um dia iremos colher o que plantamos. Esta Lei é infalível. Nunca se colhe apenas o que se plantou. Planta-se um grão de milho, colhe-se uma espiga com centenas de grãos ou mais. Planta-se uma mudinha de abacate, colhe-se fruto por muitos anos. Há um ditado popular que diz: "quem planta vento, colhe tempestade". Portanto, ninguém colhe apenas o que plantou, mas, muitas vezes mais.

Lembro-me de uma historia indiana que diz: um mendigo viu, certa vez, a carruagem do rei aproximar-se; sentiu grande alegria, pois imaginava que chegara o dia de sair da sua miséria. Aconteceu, porém, que o rei desceu da carruagem e lhe pediu um pouco de trigo. Decepcionado, o mendigo catou o menor grão que tinha, e o entregou. No fim do dia, ao fazer o balanço, verificou que havia um grãozinho de ouro na sua sacola. Compreendeu então que fora mesquinho e deveria ter dado com largueza, pois assim é que ele sairia da miséria.

Existe o tempo para colheita.

Tudo tem seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu. Eclesiastes 3:1.

O homem quer semear hoje para colher amanhã, esquece-se que ninguém planta uma semente hoje e colhe seus frutos amanhã. Existe um tempo para a semente tornar-se nascer, crescer, tornar-se uma árvore e produzir frutos. A regra é semear e colher o fruto no tempo certo, no tempo de Deus.

Atente para o que a Palavra de Deus diz:

O Reino de Deus é como um homem que semeou boa semente em seu campo’, mas o inimigo semeou o joio no meio do trigo e se foi (Mt13:24,25).

A Palavra Sagrada diz que a colheita é o fim desta era, e os encarregados da colheita são anjos Mt 13:39. No fim desta era haverá uma colheita e o joio será separado do trigo. Todos nós estaremos presentes e faremos parte dessa colheita. Não há como escapar disso. Na hora da colheita só há dois tipos de plantas. Ou estamos com Deus ou contra Ele (Mt 12:30). Não há uma terceira opção.

Hoje, nós podemos decidir o que vamos colher, ainda nesta vida, e principalmente na vida futura. Ousemos decidir em favor da boa semente. Hoje é uma época propícia para que você comece a plantar com base naquilo que você deseja colher.

Lembre-se que nós fomos chamados para dar frutos. Os frutos surgem com a plantação de uma boa semente e nós precisamos somente de um momento para ser amável, porém o resultado pode durar por toda a sua vida.

Amém.

Pregação feita na
17ª IEQ de Cascavel,
Cascavel, 09.09.2010.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Pastor Gilberto Pratas: Muitos Serão Chamados, Mas Poucos Serão Escolhidos

TEXTO BASE: MATEUS 22:14

Esta palavra nos fala de julgamento e separação. Separação dos escolhidos e dos rejeitados. O Chamado vem de Deus, é feito em parte das populações até atingir todos. Isto pode ser evidenciado na parábola das bodas quando foram chamados os convidados que por seus muitos afazeres não aceitaram o convite e depois foi estendido a todos os que se encontravam pelas estradas. A todos foi feito o chamado, pois Deus não faz acepção de pessoas e isto ficou provado quando Cristo Jesus com sua morte na cruz nos purificou e nos deu novas vestiduras.

Mas a Bíblia nos fala que embora muitos tenham sido chamados poucos serão escolhidos. E se olharmos para a história bíblica veremos que todas as vezes que Deus interveio com juízo sobre os homens poucas pessoas foram escolhidas. É o caso de Noé quando Deus operou o dilúvio sobre a raça humana e apenas oito pessoas foram salvas (Noé, sua esposa, seus três filhos e as esposas dos filhos). Da mesma forma aconteceu sobre Sodoma e Gomorra quando estas cidades foram destruídas e apenas quatro pessoas saíram e somente três sobreviveram (Ló e suas duas filhas). Não será diferente quando Cristo voltar para buscar a sua Igreja, pois o livro de Apocalipse revela em seu capítulo doze que somente o filho varão da mulher grávida será arrebatado, se atentarmos nas entrelinhas desta passagem podemos verificar que a mulher grávida representa a igreja visível (não salva) e o feto representa a igreja invisível e que será salva no arrebatamento. Este panorama nos mostra que apenas 5% das pessoas que se dizem cristãos na volta de Cristo serão arrebatadas.

Por que isso acontece?
Isto acontece porque são muitos os “crentes” mas poucos os nascidos de Deus. A Palavra Deus nos dá uma resposta especifica para esta pergunta, onde diz:
“Sabes, porém, isto, que nos últimos dias sobrevirá tempos trabalhosos porque haverá homens amantes de si mesmo, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobediente aos pais, ingratos e profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus” II Timóteo 3.

Observe que muitos destes homens estarão cegos pelas ilusões deste mundo. São pessoas que mesmo sendo chamadas não aceitaram o convite e contaminaram suas vestimentas com obras das carne, com maus pensamentos que procedem do coração. Poucos estão dispostos a abrir mão de sua vontade para seguir a Deus em obediência. Muitos até conheceram a Palavra mas se deixaram enredar por raízes de amargura e os seus muitos afazeres os deixaram sem tempo para Deus. E a palavra é clara quando diz que todo aquele que pegou no arado e olha para trás não é apto para o Reino de Deus.

Para ser um dos escolhidos é necessário a reconciliação com Deus que irá restaurar a pessoa e suas vestes serão trocadas por novas e limpas. É isto o que nos diz a Parábola das Bodas: Não basta ser convidado é preciso estar com as vestes nupciais.

Por isso... Nem todos que diz: Senhor, Senhor... estarão entre os escolhidos.

Pois para ser escolhido é necessário ouvir a voz do Senhor que diz: Eis que estou a porta e bato, se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo (Apocalipse 3:20); Crer em Cristo Jesus e crendo entrar pela porta estreita (renunciar as obras da carne); fazer a vontade do Pai (ser obediente a sua Palavra); viver em santidade (participar do fruto do Espírito).

Ser escolhido depende de cada um de nós (por isso Deus nos deu o livre arbítrio), depende tão somente de fazermos a vontade do Pai para sermos bem-aventurados e herdar a vida eterna.

Não basta apenas acreditar é necessário assumir a fé e colocá-la em prática. A posse do Reino exige ação, atitude, coragem, audácia e valentia, pois para sair do reino das trevas precisamos ser mais fortes do que ele.

Não quero dizer com isso que você precisa ser um super homem, uma super mulher, não, longe disso, não é com força que iremos vencer batalhas, mas precisamos ter coragem para agir de acordo com o caminho mostrado por Cristo Jesus.

Nós fomos chamados para sermos pescadores de homens, pregarmos as boas novas, ser o sal da terra e a luz do mundo.

Lembre-se que o conhecimento da verdade nos dá a certeza que para estar entre os escolhidos não basta apenas ser membro de uma igreja, cumprir os rituais e doutrinas, contribuir financeiramente (embora isto faça parte da obediência), é preciso muito mais: A mensagem da cruz deve estar em nosso coração e gerar arrependimento, conversão e o nascer de novo da água e do Espírito transformando-nos em novas criaturas lavadas e remidas pelo Sangue do Cordeiro.

Amém.

Pregação feita na
Igreja 8ª IEQ de Cascavel
Cascavel, 18.07.2010.

Pastor Gilberto Pratas: Acalmando Tempestades


TEXTO BASE: MARCOS 4:35-41

Nos últimos dias presenciamos através da imprensa que vários pontos do planeta foram assolados por chuvas torrenciais que trouxeram muita dor e prejuízo, é o caso das enchentes no nordeste onde cidades foram arrasadas, na china onde mais de setecentas pessoas morreram e outras centenas estão desaparecidas.

As tempestades são provações.
As tempestades sempre existiram.
As tempestades são inesperadas.
As tempestades são perigosas.
As tempestades são incontroláveis pelo ser humano.
As tempestades normalmente são maiores do que nossas forças.
As tempestades acontecem a todos.
As tempestades são passageiras, não duram para sempre.
As tempestades são surpreendentes pois podem modificar o cenário.

No texto de hoje lemos que Jesus convidou os seus discípulos para passarem a outra margem. No meio da travessia eles foram surpreendidos por forte tempestade. Ansiosos e temendo pela própria vida despertaram a Cristo que dormia. A reação de Cristo ao acordar foi de decepção e de repreensão.

Se transportarmos esta passagem para os nossos dias veremos que embora os tempos mudaram, o homem avançou em conhecimento suas reações ante as tempestades da vida são as mesmas vistas nos discípulos de Cristo: ansiedade e medo.

Podemos dizer que as tempestades não escolhem pessoas, todos sem nenhuma exceção estão sujeitos as tempestades. Mesmo você sendo uma pessoa obediente a Palavra de Deus, mesmo Cristo estando presente em sua vida as tempestades podem aparecer subitamente, e quando elas aparecem trazem consigo dor, sofrimento, desespero, temor, etc.

Mas, observamos que mesmo em meio à tempestade Cristo dormia e, muitos não entendem a tranqüilidade d’Ele em meio aquela tormenta. Os próprios discípulos perguntavam: Não importa que perecemos?

Nesta passagem podemos distinguir um “crente” de um “cristão”, enquanto os primeiros crêem em tudo ou em qualquer coisa, os segundos (cristãos verdadeiros) crêem naquele que os chamou. Cristo havia convidado para passarem a outra margem, e com toda certeza o final da viagem seria na outra margem.

Hoje Cristo nos convida também. Ele nos convida para uma eternidade junto ao Pai, em nenhum momento Ele declarou que nesta viagem não passaríamos por tempestades. Muito pelo contrário, Ele nos alega que no mundo teríamos aflições, mas também nos conforta dizendo, tende bom ânimo, eu venci o mundo. Essa afirmação de Cristo nos dá a certeza de que se Ele venceu o mundo, nós também somos vencedores, mais que vencedores em Cristo Jesus.

As tempestades vêem, mas sabemos que elas são passageiras, que o choro pode durar uma noite, mas a alegria vem ao amanhecer. Se Cristo está conosco, quem poderá ser contra nós? Nossos inimigos cairão por terra, pois aquele que até o vento e o mar lhe obedecem é o Mestre Supremo, é o abençoador é quem tem liberdade para abençoar o aflito.

Cristo ficou decepcionado com a falta de fé daqueles homens, pois eles o conheciam, tinham visto os milagres e maravilhas que Ele havia realizado. Então os repreendeu: porque sois tão tímidos? Porque não tendes fé?

Aqueles homens se esqueceram que a fé permite assumir parte de sua missão e que jogar tudo sobre Ele é demonstrar ser fracos e medrosos na fé.

Por isso quando a tempestade chegar, lembre-se que você está do lado do Rei dos Reis, Senhor dos Senhores e que nada poderá lhe atingir, mil cairão ao teu lado, dez mil a tua direita, mas você não sofrerá dano algum. Clama somente a Ele e deixe Ele te guiar em meio à tempestade, lembre-se que Ele é Fiel. Lembre-se que as provas não vieram para te destruir, mas para te fortalecer. Lembre-se ainda que todo aquele que crer verá a glória de Deus e que os sinais seguirão todos os que crerem.

Amém.

Pregação feita na
Igreja 8ª IEQ de Cascavel
Cascavel, 19.07.2010.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Pastor Gilberto Pratas: Um Abismo Chama Outro Abismo

TEXTO BASE: SALMO 42:7

O dicionário ON-LINE da língua portuguesa define a palavra abismo como: a)grande profundidade que se supõe insondável e tenebroso; b)coisa ou ser misterioso e incompreensível, ou seja, mistério; c)grande separação.

O versículo dehoje nos leva a uma profunda meditação e qualquer que seja a conclusão que chegarmos sabemos que em todas as coisas um abismo chama outro abismo. Se você pensar em maldade, um abismo de maldade chama outro abismo de maldade; um abismo de pecado chama outro abismo de pecado, porém se você procura um abismo de pureza encontrará abismos de pureza em sua vida.

Entendo então que todo aquele que procura por um abismo correrá o risco de entrar nas profundezas de coisas nunca antes vividas, isto em qualquer área da vida. Por isso eu lhes digo que se nos entregarmos aos abismos de Deus poderemos viver um verdadeiro e genuíno avivamento.

Quando eu digo entrarmos nos abismos de Deus não quero dizer das coisas superficiais existentes em nossa vida e que chamamos de avivamento, pois estas coisas são pequenos buracos e estão muito longe de um abismo. Não sou eu quem digo e sim a Palavra de Deus que nos afirma:

As coisas que os olhos não viu, e o ouvido não ouviu,
e não subiram ao coração do homem, são as coisas
que Deus preparou para os que o amam. (I Corintios 2:9)

Então, só mudaremos se entrarmos em abismos mais profundos pois as coisas de Deus são profundas. Logo Deus tem abismos preparados para os verdadeiros corajosos, que estão ainda encobertos mas a disposição para os que tiverem a coragem de se lançarem nestes abismos.

Por isso devemos viver a verdade, pois nada se mantém através de uma construção mal feita, sem planejamento, mal organizada e sem alicerces fortes. Não devemos construir nosso palácio em cima de areia mas sim sobre rocha firme. E essa rocha é Deus que nos dá estrutura suficiente para não cairmos frente às tempestades da vida. Lembre-se que temos um compromisso com o objetivo divino que é o de manter a harmonia, a paz e a dignidade humana.

Muitos estão em abismos negros e profundos e suas vidas vão de mal a pior, outros vivem pesadelos e são constantemente angustiados pela dúvida e pelo pecado. Esquecem que no Calvário nossos pecados foram perdoados e Satanás foi derrotado. Então por que continuar vivendo em afrontas e abatimentos?

É necessário aprender a conquistar nossa alma. O nosso pior inimigo está dentro de nós, fomos escravizados por Satanás no passado, mas agora estamos libertos, precisamos então tomar posse da nova vida que Deus tem para nós.

Como tomar posse?

1º - Conhecer a verdade. Quem sou eu; qual é a minha personalidade; quais são os meus desejos; o que eu valorizo; o que eu abomino; o que eu sou e o que Deus quer que eu seja; quais são as franquezas da minha alma, onde o inimigo pode me escravizar; Aqui você abre o coração, sai das trevas para a luz.

Porque a Palavra de Deus é viva, e eficaz,
e mais cortante do que qualquer espada
de dois gumes, e penetra até ao ponto
de dividir alma e espírito, juntas e medulas,
e apta para discernir os pensamentos e
propósitos do coração. (Hebreus 4:12)

2º - Identificar contradições. Todos os dias somos testados. Somos puxados para direções opostas daquelas que julgamos ser corretas. Paulo relata em Romanos 7:15-25 sua luta interior. Por isso é necessário a identificação das contradições para não nos tornarmos vítimas delas.

3º - Cancelar a acusação. Se nossa divida já foi paga e a duplicata já foi rasgada, porque então ainda vivemos com acusação no nosso coração?

Havendo riscado o escrito de dívida que havia
contra nós nas suas ordenanças, o qual nos era contrário,
removeu-o do meio de nós, cravando-o na cruz;
e, tendo despojado os principados e potestades, os exibiu
publicamente e deles triunfou na mesma cruz.(Col 2:14-15)

Agora, pois, já nenhuma condenação há para
os que estão em Cristo Jesus.(Romanos 8:1)

4º - Identificar áreas de franquezas sob o controle do inimigo. Nestas áreas de fraqueza o inimigo prevaleceu no passado e deixou suas marcas; Devemos fortalecer nossa vontade no Senhor, para sermos libertos. Essa libertação é uma reconquista da nossa vontade soberana.

Ele vos vivificou, estando vós mortos nos
vossos delitos e pecados, nos quais outrora
andastes, segundo o curso deste mundo,
segundo o príncipe das potestades do ar,
do espírito que agora opera nos filhos
de desobediência, entre os quais todos nós
também antes andávamos nos desejos da
nossa carne, fazendo a vontade da carne e
dos pensamentos; e éramos por natureza
filhos da ira, como também os demais. (Efesios 2:1-3)

5º - Buscar a Cristo. Entrar com confiança no santíssimo lugar, baseados na propiciação que há pelo sangue de Jesus; buscando refúgio, socorro, a força do Senhor, a virtude que só em Deus há, deixar Deus acrescentar, derramar, encher, limpar, purificar, sanar, curar, libertar. Jamais confiar em nossas forças.

Nisto conheceremos que somos da verdade,
e diante dele tranqüilizaremos o nosso coração;
porque se o coração nos condena, maior é Deus
do que o nosso coração, e conhece todas as coisas.
Amados, se o coração não nos condena,
temos confiança para com Deus; e qualquer
coisa que lhe pedirmos, dele a receberemos,
porque guardamos os seus mandamentos,
e fazemos o que é agradável à sua vista. (I João 3:19-22)

Assim agindo, poderemos conhecer as profundezas que Deus tem preparado para cada um de nós. Que o Senhor te abençoe com esta meditação!

Pregação feita na
17ª Igreja do Evangelho Quadrangular
Cascavel/Paraná

terça-feira, 13 de julho de 2010

Pastor Gilberto Pratas: Um Milagre Vai Acontecer

TEXTO BASE: MARCOS 3:1-6

E outra vez entrou na sinagoga, e estava ali um homem que tinha uma das mãos mirrada. E estavam observando-o se curaria no sábado, para o acusarem. E disse ao homem que tinha a mão mirrada: Levanta-te e vem para o meio.

E perguntou-lhes: É lícito no sábado fazer bem, ou fazer mal? salvar a vida, ou matar? E eles calaram-se. E, olhando para eles em redor com indignação, condoendo-se da dureza do seu coração, disse ao homem: Estende a tua mão. E ele a estendeu, e foi-lhe restituída a sua mão, sã como a outra.

E, tendo saído os fariseus, tomaram logo conselho com os herodianos contra ele, procurando ver como o matariam.

Nas entrelinhas destes versículos Jesus quer nos instruir para que tenhamos uma vida próspera, saudável e feliz. É claro que todo homem deseja estas três coisas em sua vida independente de sua religião, cor, posição social, nacionalidade, ... Todos sem exceção desejam e querem ser prósperos, saudáveis e felizes.

Porém, alguns de vocês podem estar em um situação desesperadora, para alguns parece que não existe mais solução, que o tempo acabou e que não há mais nada a fazer senão amargar a derrota, não existe mais esperança, aparentemente tudo esta perdido.

Eu lhe digo algo hoje, enquanto você vê o final, a morte, Deus vê a oportunidade de demonstrar a Sua grandeza, o Seu Poder. Veja o exemplo de Lázaro: Foi necessário que Lázaro morresse para que Deus fizesse um milagre sobrenatural e diferente na vida dele. Se Cristo tivesse vindo a tempo (encontrando ele com vida) Lázaro seria curado e um milagre como tantos outros teria acontecido, mas, Cristo queria um milagre que fosse comentado em todo o mundo que ficasse marcado nos anais da história bíblica e que mostrasse a grandiosidade do Poder de Deus manifestado na vida de Lázaro.

Dos versículos lidos acima poderíamos tirar muitas lições: poderíamos falar sobre a inveja cujo foco é a disputa religiosa desenvolvida pelos fariseus, herondianos e outras facções religiosas da época; poderíamos ainda discorrer sobre o legalismo judaico de que no sábado não se poderia efetuar nenhum trabalho e muito menos alguém ser curado; poderíamos ainda falar sobre os falsos cristãos cujos corações estão endurecidos; porém o que Deus quer que venhamos a falar é sobre os milagres em nossa vida.

Por isso eu lhe digo: nada está perdido!!!

Porém, se você espera de Deus um milagre como se fosse uma mágica, com toda certeza este milagre não irá acontecer, pois para que aconteça um milagre em sua vida não depende só da ação de Deus, mas depende também da participação de você, de sua parceria. Um milagre só irá acontecer com a parceria do Criador com a criatura. É isso que Paulo afirma em I Corintios 3:9 que somos cooperadores de Deus.

As grandes conquistas humanas surgiram da parceria de Deus com sua criação. Gideão tinha uma visão física pavorosa da batalha que iria enfrentar e vencer, mas uma visão espiritual gloriosa; o cego teve de lavar seu olhos no tanque de Siloé depois que Cristo untou seus olhos com lodo, para depois enxergar.

Então: Se Deus tem operado tanto o querer como o realizar sua vontade, o que devemos fazer para sermos parceiros de Deus e ver um milagre ser realizado em nossas vidas?

A Palavra de hoje nos fala de três coisas:

Levante-se: Os princípios de Deus para sua vida nunca vão mudar. É necessário em nossas vidas uma fé sólida. Se somos filhos de Deus, devemos ter atitudes semelhantes as de Deus, agindo como filho teremos resultados do Pai. Você pode estar caído, estar diante do que parece impossível, derrotado, no fundo do poço, em um beco sem saída, porém, a Palavra de Deus nos diz em Gênesis 18:34: Existe alguma coisa impossível para Deus? O que é impossível para você hoje se transformará no milagre de amanhã. Deus quer fazer um milagre em sua vida. Por isso Ele diz: Levante-se.

Deus tem para você uma história de vitória, de conquistas, de sucesso e realizações; Deus não te chamou para viver caído, cansado, oprimido, apagado sem realizações. Deus te chamou para ser mais do que vencedor em Cristo Jesus.

Observe o que Deus fez na vida aquele homem cujo filho tinha um espírito que o impedia de falar (Marcos 9:14-23). Jesus disse para aquele homem: Tudo é possível aquele que crê. Aquele homem (pai) estava desiludido, já tinha procurado de tudo para salvar seu filho, ele procurou médicos, procurou ajuda na religião, procurou ajuda dos discípulos de Cristo, mas ninguém podia ajudá-lo. Então ele levantou-se e buscou a ajuda de Cristo. Apesar de se sentir derrotado, ele ainda possuía um combustível infalível: a fé. E quem tem fé jamais será derrotado. Lembre-se Deus jamais falará com você se você estiver caído, portanto, levante-se.

Vem para o meio: Isto quer dizer: acredite no seu milagre, envolva-se com Cristo, fale de seus problemas para Deus, coloque para fora sua dor, sua tristeza, sua angustia. Se você quer um milagre, seja sincero, abra o seu coração, confesse seus pecados. Se você quer ser curado reconheça que está doente. Se você quer ser perdoado reconheça que és pecador. Sim, você tem de reconhecer a causa do seu problema. Este é o grande passo a ser dado, reconhecer a causa do que esta nos afligindo.

Deus quer que você se envolva com Ele. Lembre-se que Deus trabalha por nós e que Satanás trabalha contra nós. Lembre-se ainda que o maior milagre que pode acontecer hoje neste lugar com qualquer um de nós não irá de forma alguma acontecer fora de nós, mas o grande milagre deve acontecer dentro de nós. Deus quer fazer um grande e maravilhoso milagre em sua vida, Ele quer mudar sua vida, Ele quer mudar seu coração.

Estende a mão: Isto quer dizer que devemos colocar a nossa fé em movimento. Deus não se esqueceu de você, Ele tem um tempo certo para agir. Nunca devemos esperar pouco de Deus. Devemos esperar sempre grandes coisas de Deus, pois este Deus do qual falamos é o Senhor do Senhores, o Rei dos Reis, o Senhor dos Exércitos, o Deus do impossível. Lembre-se de que nossos sonhos são pequenos demais diante da Grandeza de Nosso Deus e de tudo o que Ele tem preparado para cada um de nós. Veja o exemplo daquele coxo prostrado na porta Formosa (Atos 3). Aquele homem só foi curado quando agiu com fé, estendendo sua mão para Pedro. Nosso milagre só acontece depois de nosso ato de fé. Foi assim com Naamã, foi assim com a viúva de Sarepta que fez a refeição para Elias com as derradeiras coisas que possuía; foi assim com a viúva do discípulo de Eliseu. Todos necessitaram de um ato de fé. O coxo ao ser tocado por Pedro teve seus músculos, artelhos restaurados. Assim também será com você. Embora todas as circunstâncias pareçam sem solução, Deus espera que você jamais venha desistir, que jamais se afastes d’Ele por qualquer motivo.

Muitos estão desistindo no meio do caminho, mas eu vos digo: não é tempo de parar, temos de seguir adiante, confiar nas Palavras de Cristo: No mundo tereis aflição, mas tende bom ânimo, pois eu venci o mundo.

Lembre-se somos vencedores, mais do que vencedores em Cristo Jesus, Ele deverá ser nossa meta nosso alvo, é para Ele que nossos olhos devem estar voltados e nossas mãos estar estendidas pois, Ele jamais nos desamparará e é d’Ele que vem o nosso consolo, a nossa vitória.

Deus hoje está pronto para fazer um milagre acontecer em sua vida.

Portanto: Levante-se, vem para o meio, estende suas mãos.


Pregação feita na 1ª Igreja do Evangelho Quadrangular.
Francisco Alves – Pr. 10.07.2010

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Jamily - Conquistando o Impossível

Fernandinho - Sara-me